Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Após vencer duas vezes o Inter como zebra, zagueiro dispara: “menosprezaram a gente”

O experiente zagueiro Júlio Santos tem sido uma pedra no sapato do Inter em 2017. Como líder e comandante da zaga do Novo Hamburgo, ajudou o anilado a fazer história ao evitar o heptacampeonato gaúcho dos colorados. Agora, como defensor do Boa Esporte, foi importante na vitória dos mineiros por 1×0 no último sábado – a primeira derrota do Inter dentro do Beira-Rio pela Série B.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Site Inter

Júlio, em entrevista exclusiva ao Torcedores.com, criticou a postura como o Inter encarou o jogo. Segundo palavras do próprio defensor, foi criado um clima de “menosprezo” diante da equipe de Minas, que antes do início da décima primeira rodada lutava para se afastar das últimas posições. Com a vitória em Porto Alegre, o Boa ganhou fôlego e foi ao 10° lugar com 15 pontos.

LEIA MAIS:

Jornalista gaúcho crava: “Esse é o pior Inter de todos os tempos”

Torcedora do Inter esbraveja após derrota e Silvio Luiz brinca: “Que isso, madame?”

“Não pela parte dos jogadores, mas pelo clima que teve o jogo eu achei que menosprezaram a equipe do Boa. Acharam que ia ser um jogo muito fácil. Isso acabou refletindo, não digo dentro do campo com os jogadores, mas o clima no geral. Quando começou o jogo, o Inter viu que a equipe do Boa era diferente do que falavam e que não seria um jogo fácil”, comentou.

Revelado pelo São Paulo na mesma geração que Kaká e Júlio Baptista, Júlio Santos comemorou o êxito do sistema defensivo montado por Nedo Xavier, que está apenas no início de trabalho depois da saída de Julinho Camargo. Antes de ser expulso por dois cartões amarelos, Júlio fazia partida segura ante um apático ataque colorado.

“Tentaram entrar na nossa defesa, tentaram barrar o nosso sistema defensivo, mas não conseguiram. Com o passar do tempo eu vi que o Inter começou a ficar apreensivo e nervoso pelo fato da torcida cobrar o resultado dentro de casa. E como não conseguiram entrar na nossa defesa, acabou implicando em muito erro de passe e não saiu o resultado”, acrescentou.

A derrota em casa trouxe muitos reflexos fora de campo para o Inter. Da parte da torcida, protestos e manifestações veementes marcaram o pátio do Beira-Rio assim que o confronto terminou. No que diz respeito à direção, a garantia é de que há convicção no trabalho da comissão técnica e que nenhuma mudança drástica será feita até o jogo contra o Criciúma, também em Porto Alegre, no próximo sábado.

Ouça um trecho do bate-papo entre Júlio Santos e Torcedores: 

*Este artigo tem parceria com a Fan Page “Como é Bom Ser Colorado” – curta abaixo!

As melhores notícias de esportes, direto para você