Futebol

Alison revela apelido ‘incômodo’ no Santos: “Não é bem-vindo lá em casa”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Ivan Storti/SantosFC

Ser chamado de ‘Cachorro Louco’ pode ser uma honra para alguns, vide Wanderlei Silva, um dos maiores nomes da história do MMA. Para o volante do Santos, Alison, o apelido traz um pouco de ‘incômodo’. Especialmente dentro de sua casa.

O jogador concedeu entrevista coletiva na última segunda-feira (31) e revelou que o elenco do Santos lhe deu o apelido de ‘Cachorro Louco’ por ser um atleta com forte vigor na hora de marcar os rivais. Só que o apelido, que poderia lhe render orgulho, é motivo de problemas na residência do atleta.

“Pergunta aí pros caras (jogadores)  que deram esse apelido. Sei que esse apelido não é bem-vindo lá em casa, minha mãe não gosta não”, disse aos risos o volante santista.

Se Alison não apreciou a alcunha recebida dos colegas, uma coisa pelo menos o volante tem certo orgulho: da experiência que teve longe da Vila Belmiro, defendendo nesta temporada o Red Bull Brasil. Uma passagem que serviu para que o atleta amadurecesse, em sua visão.

“Foi uma experiência nova, eu nunca tinha jogado em outro time. Sabia que isso seria importante para mim. Poder jogar, estar com ritmo de jogo. Foi uma experiência muito bola. (No Red Bull) me receberam muito bem e não me arrependo de ter ido. Amadureci muito e foi muito importante para mim”, declarou.

LEIA MAIS

VAI OU NÃO VAI? CAJU PODE NÃO CONCLUIR SUA IDA PARA O LILLE; ENTENDA

GOL DE BICICLETA EM 2002 FOI “UMA APOSTA”, EXPLICA ALBERTO

(Foto: Ivan Storti/SantosFC)