Cartola FC: Três goleiros para escalar e mitar na 22ª rodada do Brasileirão

Após semana voltada para a Copa do Brasil, o Campeonato Brasileiro volta a todo vapor neste final de semana para a sua 22ª rodada. Em rodada de clássicos, como Palmeiras x São Paulo e Fluminense x Vasco, gera a dúvida sobre quem escalar e brilhar no Cartola FC.

Péterson Neves
Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale. Contato: petersongneves@gmail.com

Crédito: Crédito da foto: Reprodução

Um dos grandes problemas a ser decifrado no fantasy game é escalar um goleiro. Às vezes, o arqueiro do time favorito leva gols em jogos e o da equipe pequena brilha com defesas difíceis em partidas sem muitas expectativas. E agora?

Não sabe quem escalar ou está em dúvida? O Torcedores.com traz três dicas para você bombar na rodada.

Cássio (Corinthians): Menos vazado do nacional, com apenas 10 gols sofridos, o arqueiro do Timão é uma ótima opção na rodada por ter média de duas a três defesas incríveis por partida. O duelo contra o modesto Atlético-GO, pior ataque, é outro fator que faz com que Cássio seja uma opção segura de não levar uma pontuação negativa. PREÇO: C$ 12.44.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Jean (Bahia): apostar no arqueiro do time nordestino é ousado, arriscado, mas pode render ótima pontuação. Com sete jogos sem sofrer gols e 39 defesas difíceis no Brasileirão, Jean tem média de 10 pontos por jogo. PREÇO: C$ 11.89.

Foto: Divulgação/ECBahia

Diego Alves (Flamengo): Contratado com grande expectativa, Diego ainda não despontou na meta rubro-negra e tem a chance neste sábado, diante do Atlético-PR, brilhar e se firmar no gol. Nas últimas duas rodadas, o goleiro teve média de cinco pontos. PREÇO: C$ 8,95.

Gilvan de Souza/Flamengo

LEIA MAIS
JOIA DO SP QUE JÁ MARCOU GOL DO MEIO DE CAMPO MOSTRA IRREVERÊNCIA E POTENCIAL DE GABRIEL JESUS
SÃO PAULO AUMENTA CAPACIDADE, E MORUMBI PODERÁ RECEBER 30 MIL TORCEDORES EM TREINO ABERTO
ROGÉRIO CENI RECEBE PARTE DA MULTA RESCISÓRIA; SÃO PAULO TENTA PARCELAR O RESTANTE