Ex-Botafogo, Jobson ‘festeja’ saída da cadeia cantando música de “Frozen”

Antiga “joia” do Botafogo, o atacante Jobson vive dias muito diferentes daqueles que o fizeram ser destaque do Brasileirão de 2009. Após 70 dias na cadeia, o jogador comemorou sua liberdade de uma forma bastante inusitada.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Foto: Divulgação/Botafogo

Em um vídeo que viralizou na web nesta quarta-feira (30), Jobson aparecia cantando uma música famosa pelo filme “Frozen”, da Disney, cantando os versos: “Livre Estou, livre estou, não posso mais segurar”, ao lado de alguém chamado Pantera e à frente de uma parede com uma foto sua com a camisa do Botafogo.

O CASO

Jobson está respondendo a um processo que o acusa de estupro de vulnerável. O jogador respondia em liberdade, porém teve sua prisão decretada ao descumprir a lei que o impedia de deixar sua cidade. Com isso, ficou preso por 70 dias na cadeia de Comeia, uma cidade no interior do Tocantins.

A denúncia de um suposto estupro aconteceu após uma festa na chácara onde vive, no oeste do Tocantins. O jogador foi acusado por duas garotas menores de idade por supostamente terem sido abusadas sob efeito de entorpecentes.

Solto após pagamento de uma multa de 10 salários mínimos, Jobson voltou para a chácara onde vive com sua família, na cidade de Couto Magalhães, na divisa entre Tocantins e Pará.

JOBSON E O FUTEBOL

Suspenso pela FIFA até o mês de março de 2018, Jobson tem como objetivo retornar a atuar profissionalmente. Enquanto isso não acontece, o ex-atacante do Botafogo chegou a jogar em campeonatos amadores, no Pará. Porém, também foi suspenso após agredir um árbitro.

Atualmente com 29 anos, Jobson defendeu equipes como Botafogo, Atlético-MG, Bahia, Grêmio Barueri, São Caetano e Al Ittihad FC.