Torcedores – Notícias Esportivas

F1: Honda garante que motor do carro de Alonso não teve problemas em Spa

Após uma boa largada no GP da Bélgica de F1, o espanhol Fernando Alonso foi ultrapassado facilmente pelos demais pilotos, por conta da diferença de potência do motor Honda comparado ao dos demais carros do grid. Irritado, o bicampeão criticou abertamente o baixo desempenho pelo rádio, e abandonou a prova alegando problemas na unidade de potência, o que a montadora japonesa desmentiu.

Rodrigo Nascimento dos Santos
Colaborador do Torcedores

Pelo visto, o pequeno período de paz entre Fernando Alonso e a Honda acabou, e uma nova guerra eclodiu durante  GP da Bélgica, disputado ontem (27/08) em Spa-Francorchamps: após ter sido ultrapassado facilmente pelos demais pilotos durante a prova, o espanhol se retirou da prova alegando problemas no motor, mas a montadora japonesa afirma que não encontrou nada em seus dados que comprovem a falha relatada pelo piloto da McLaren.

O chefe da Honda, Yusuke Hasegawa, comentou a respeito do problema alegado por Alonso durante a prova, e que determinou sua saída: “Ele entrou no rádio e reportou aquilo que pensamos ser um problema com o carro, e, apesar de nada ter sido mostrado nos dados, decidimos parar o carro como precaução.”

Apesar das possíveis teorias conspiratórias que possam surgir, Alonso segue convicto de que o motor Honda que utilizou em Spa-Francorchamps tinha problemas: “Com certeza não é fácil correr assim, já que você não consegue ter boas batalhas roda a roda. Foi uma tarde difícil, onde não fomos competitivos em ritmo de corrida.”

“O carro estava lento demais nas retas e era impossível ter disputas, então os pontos eram impossíveis. No fim, tivemos de parar devido a um problema com o motor”, concluiu o espanhol.

LEIA MAIS:
F1: CONFIRA 12 IMAGENS QUE DEFINEM O GP DA BÉLGICA 2017
ALONSO DISPARA CONTRA O MOTOR HONDA, E CLASSIFICA DESEMPENHO NA BÉLGICA COMO “VERGONHOSO”