Flu pode ter saída de mais jogadores e presidente revela: ‘seguramos muitos aqui’

O Fluminense vem tentando reforçar a equipe após a saída de jogadores importantes, como o atacante Richarlison, vendido ao  Watford, da Inglaterra. Ao mesmo tempo, a diretoria admite perder outros atletas, como o volante Wendel.

Allan Abi Madi
Colunista do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Nelson Perez/ Fluminense F.C

LEIA MAIS: 
Abel diz que Fluminense deve perder jogadores na janela: ‘paciência’  
Fluminense: Scarpa fala sobre possível saída de Wendel, com proposta do Porto  
Mercado da bola 2017: Fluminense pode ter saída de jogadores na janela

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Após receber proposta do Portoo CSKA, da Rússia, procurou o Fluminense em busca de informações sobre Wendel. Internamente, a diretoria admite que uma oferta deve ser feita até o dia 31, data do fechamento da janela de transferências.

Segundo o globoesporte.com, um empresário brasileiro, que representa o clube russo, esteve nas Laranjeiras nos últimos dias e informou ao Flu a possibilidade de envio de proposta para o camisa 37.

Por enquanto, a diretoria Tricolor e o representante de Wendel, Carlos Henrique Brasil, negam haver negociação em andamento. O presidente Pedro Abad revelou que muitos jogadores do grupo recebem propostas, até nomes que a imprensa nem cogita.

– A gente tem recebido muitas sondagens para diversos jogadores. Muitos que a imprensa nem consegue cogitar já receberam propostas para sair e conseguimos segurar na medida, pois é importante para fazermos pontos no Brasileiro. Uma hora ou outra é possível que aconteça – afirmou o mandatário Tricolor em entrevista para rádio Transamérica.

Recentemente, Wendel renovou contrato com o Flu até dezembro de 2020. O Tricolor tem 90% dos direitos do volante, de acordo com informações do balanço de 2016.

.

Divulgação/Fluminense

.

Outro jogador de saída das Laranjeiras é o jovem meia Paulinho, destaque do sub-20. Com apenas 20 anos, o meia está sendo cedido ao Sporting, de Portugal, por empréstimo de um ano, com opção de compra.

Em entrevista recente ao site Lancenet, Marcelo Teixeira, gerente geral da base do Fluminense, afirmou que a venda de atletas é natural, porém, a forma como ela se dá precisa se tratada com muita inteligência.

– É uma questão normal, inerente. Jogador jovem, com qualidade, é mais do que normal que o mercado assedie. Mas trabalhamos de maneira clara, correta, transparente, com contratos firmes e projeto de médio prazo. Tentamos sempre fazer a avaliação do que é melhor para o clube e também para o jogador.

A atual situação financeira do Fluminense é complicada. Mesmo enxugando o elenco desde o início do ano, o Tricolor teve que vender um dos destaques do time, o atacante Richarlison. Parte do dinheiro da venda foi usado para quitar os direitos de imagem, que estão atrasados.

Não só de saídas vive o Flu. Robinho e Richard, reforços contratados, já trabalham no CT do clube na Barra da Tijuca enquanto não são apresentados.

.

.

Richard, de 23 anos, chega por empréstimo junto ao Atibaia-SP até o fim do ano. Já Robinho, de 22 anos, destaque do Figueirense na Série B, vai custar dois milhões de euros ao Flu, cerca de R$ 7,5 milhões em duas parcelas: metade agora, metade no fim do ano. O Tricolor adquiriu 55% dos direitos econômicos do atacante, que vai assinar contrato de quatro anos.

Outro que pode chegar nas Laranjeiras é Romarinho, aposta do técnico Abel Braga, que pede sua contratação desde o confronto entre Globo FC e Flu pela Copa do Brasil.

Confira ainda:
Veja a tabela com todos os jogos do Flu no Brasileirão 2017
Opinião: 3 promessas de Xerém que podem estourar no Flu em 2017

Foto: Divulgação 

Curtiu essa matéria? Siga o jornalista no Twitter: Allan Abi Madi – @allanmadi