Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Kubica fala em “sentimento fantástico” após teste da F1 na Hungria

Robert Kubica aprovou o trabalho desenvolvido com a Renault durante esta quarta-feira (2) de testes coletivos da Fórmula 1 em Hungaroring. Foi a primeira atividade oficial do polonês na categoria desde o acidente sofrido em um rali em 2011 que o obrigou a deixar o campeonato. O piloto completou 142 voltas, o equivalente a dois GPs, e foi o quarto mais rápido do dia.

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Foto: Renault

O piloto foi aplaudido pelo público que visitou o circuito localizado na cidade húngara de Mogyoród nesta quarta-feira. Feliz por participar da atividade, Kubica classificou a presença nos testes como uma “jornada incrível” e agradeceu aos torcedores.

“Foi um sentimento fantástico para eu estar aqui hoje no R.S.17 e também foi incrível ver muitos fãs aqui para me ver na pista, então agradeço a todos eles. Foi uma incrível jornada por este ponto, onde eu respondi muitas questões sobre mim”, disse Kubica, que completou o cronograma desenvolvido pela Renault e sentiu a diferença entre o carro atual para os que guiou anteriormente.

“Eu aprendi muito sobre a última geração dos carros, uma vez que há uma quantidade razoável de diferenças entre este e os carros de Fórmula 1 que eu pilotei no passado. O carro é, certamente, mais nervoso do que antes. Eu consegui trabalhar através do programa da equipe metodicamente e acho que fizemos um bom progresso. Certamente meu entendimento sobre o R.S.17 e os pneus deste ano melhoraram”, seguiu Kubica.

Apesar da participação nos testes coletivos, o polonês não quis falar sobre quais serão os seus próximos passos. Há algumas semanas rumores sugerem que Kubica será titular da Renault em breve, ocupando o lugar hoje pertencente a Jolyon Palmer, piloto preterido pela equipe francesa para os ensaios de intertemporada.

“Depois de hoje, é muito cedo para dizer qual pode ser o meu próximo passo. Por enquanto, eu devo um muito obrigado para todos da Renault por fazer este teste acontecer”, completou.

Foto: Renault