Em jogo fraco tecnicamente, lusa e briosa empatam no estádio Ulrico Mursa

Na manhã deste domingo (13), a lusa foi até Santos/SP, visitar a briosa, pelo confronto da 8ª rodada da Copa Paulista de Futebol. A partida terminou empatada em 1×1.

Kayque Dias
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto/reprodução: Torcedores.com

A Portuguesa foi modificada a campo, com o comando do interino Marcio Zanardi, a lusa voltou ao esquema 4-3-3 e teve seu ataque com Luizinho, Guilherme Queiroz e Bruno Duarte. Já a Briosa também estava desfalcada de seu treinador Ricardinho.

LEIA MAIS:
Marcio Zanardi assume o comando da Portuguesa interinamente
Depois de 11 jogos, Mauro Fernandes é demitido da Portuguesa
Com um a menos, Água Santa derrota a Portuguesa no Canindé

O empate por 1×1 não serviu para nenhuma das equipes, a Santista continua sem vencer na competição e amarga a lanterna do grupo 3, e a Portuguesa que foi a baixada santista recuperar a liderança, viu o empate deixar a equipe do Canindé longe dela.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

OPINIÃO DA PARTIDA:

A pior partida da Portuguesa na competição! O técnico interino Marcio Zanardi quis modificar a equipe que vinha atuando durante a competição e acabou estragando o time. Zanardi colocou a equipe num 4-3-3 com Luizinho, Queiroz e Duarte no ataque e Marcelinho Paraíba fazendo a armação das jogadas no meio-campo.

Mas o esquema de Zanardi falhou completamente, a Portuguesa Santista, bem postada em campo, anulou os atacantes de beirada da lusa, que pouco se movimentaram em campo e Marcelinho Paraíba que já não tem mais tanto vigor físico, se esforçou para ajudar o time na recomposição e correu bastante para tentar armar as jogadas, mas Marcelinho não tinha para quem passar a bola, pois os atacantes muito marcados pouco se movimentavam e Bruno Duarte estava isolado na frente.

A bola então, sobrava para Dedé, que não o tipo de jogador para armar as jogadas da equipe. No primeiro tempo a partida foi equilibrada, a briosa dominou os primeiros 15 minutos do jogo, ganhava todas as bolas no meio-campo e chegou das vezes com muito perigo ao gol de Ricardo Berna.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

Só depois desse “abafa” da briosa, que a Portuguesa acordou e decidiu jogar, e logo perdeu um gol. Bruno Duarte recebeu lançamento, driblou o goleiro e chutou por cima do gol, sendo assim o gol mais perdido de sua carreira. A partida ficou equilibrada até o final do primeiro tempo, as duas equipes tinham nítida dificuldade em trocar passes e armar as jogadas. Faltava movimentação a equipe da Portuguesa, que não conseguia trocar 3 passes.

No segundo tempo, Marcio Zanardi decidiu manter a mesma equipe, o time rubro-verde da capital estava pilhado desde o primeiro tempo, sempre com confusões com os jogadores da Portuguesa Santista e tentando pressionar o arbitro da partida. O time da Portuguesa apresentava os mesmos problemas que no primeiro tempo de jogo, enquanto a briosa buscava o gol.

Até que o zagueiro Bruno Oliveira fez pênalti bobo em Washington da Santista e deu a chance da briosa abrir o placar em Ulrico Mursa. O meia-atacante Lucas Lino bateu bem o penal e abriu o placar para o time da casa, 1×0. Para ajudar ainda mais o time lusitano da capital paulista, aos 17 minutos da segunda etapa, Marcelinho Paraíba fez falta no jogador da equipe rubro-verde do litoral e acabou expulso de campo.

Para a sorte da lusa, o jogador Carioca da Portuguesa Santista também fez um pênalti infantil em Romarinho, que entrou na segunda etapa, e viu Guilherme Queiroz cobrar o pênalti com perfeição e empatar a partida, 1×1. Depois disso a lusa se fechou e buscou os contra-ataques, ainda perdeu mais um gol feito na partida, com o próprio Guilherme Queiroz.

A briosa sem forças, não conseguiu levar tanto perigo ao gol de Ricardo Berna, como no início do primeiro tempo, e o jogo ficou mesmo no 1×1. A lusa termina a rodada na 4ª colocação, uma queda impressionante para quem estava em 1º até outro dia… já a Portuguesa Santista ocupa a lanterna do grupo 3 da Copa Paulista.

A lusa volta a campo diante do Nacional-SP, no Canindé, no próximo domingo (20), às 16:00, pela 9ª rodada da Copa Paulista de futebol.