Milton Mendes presta queixa contra Rodrigo e exame de corpo delito constata lesão no pé

Os empurrões do zagueiro Rodrigo, da Ponte Preta, no técnico Milton Mendes, do Vasco, após a partida no último domingo, no Moisés Lucarelli, continuam dando o que falar. Ainda em Campinas, o comandante vascaíno compareceu a uma delegacia de polícia e prestou queixa contra o jogador. Ele passou por exame de corpo delito que acabou constatando lesão no pé, de acordo com a sua assessoria de imprensa.

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Crédito da imagem: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O árbitro Sandro Meira Ricci relatou os três empurrões do zagueiro pontepretano na súmula da partida. Ele disse ter tomado ciência do caso após assistir às imagens do site Globoesporte.com. Rodrigo pode ser denunciado pelo STJD, assim correndo risco de punição.

Após a partida, em entrevista coletiva, Milton Mendes detalhou a confusão no gramado do Moisés Lucarelli e deixou claro que iria tomar providências.

“Vivemos numa sociedade ontem tem tanta violência nos estádios e homens que envergam a faixa de capitão que deveriam ser exemplos têm esse tipo de atitude. Eu, como homem que as pessoas veem como exemplo, não deveria ter a mesma atitude que ele. Eu, simplesmente, levantei o braço e vocês viram o que aconteceu. Eu fui agredido. Nem tinha visto que era ele. A minha intenção era chamar os jogadores para a reza porque nós temos hora pra viajar. Encostei nele e ele me empurrou. Na primeira vez achei que fosse brincadeira. Na segunda, ele me empurrou de novo, pisou no meu pé, falei algumas coisas, não tenho sangue de barata. Mas já estamos nos tratando das pendências e isso não pode passar impune”, disse Milton, em entrevista coletiva.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

“Não teve diálogo. Quando cheguei, falei para os meninos: “vamos embora’ e ele ao mesmo tempo me empurrou. Quando me empurrou eu fiquei sem saber o que estava acontecendo. Aí virei as costas, levantei os braços e disse “chama a Polícia”. Isso será entregue aos advogados do Vasco, o árbitro já sabe de tudo, as imagens mostram tudo. Poderia deixar de tomar alguma atitude, mas acho que estaria sendo conivente com alguma coisa que não é boa”, completou.

Os problemas de relacionamento entre as duas partes foram expostos em maio, quando Rodrigo deixou o Vasco após tomar ciência de que não faria mais parte dos planos de Milton Mendes. Em entrevistas na época, o atleta deixou clara a sua mágoa com o treinador, segundo ele o responsável pela sua saída. Milton negou e destacou que a decisão já estava tomada.

VEJA MAIS:

Vídeo: Rodrigo, ex-Vasco, empurra Milton Mendes ao final de jogo 

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Árbitro relata empurrões de Rodrigo em Milton Mendes após Ponte Preta x Vasco