Futebol

Presidente do Bahia explica decisão de demitir técnico Jorginho

Publicado às

Baiano, 22 anos, jornalista em formação pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol, este último com maior fervor. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Foto: Divulgação/ECBahia

Nesta segunda-feira (31), a direção tricolor do Bahia a saída do técnico Jorginho do comando do Bahia, que deixa o clube devido aos maus resultados do time sob seu comando.

As razões para a demissão do treinador foram explicadas pelo presidente Marcelo Sant’Ana, que citou os maus resultados da equipe dentro de casa, o desempenho do time dentro de campo e a má campanha no Brasileirão como os fatores para a saída de Jorginho.

LEIA MAIS:
Pelé no Sport? Quase! Veja essa e outras curiosidades sobre o futebol nordestino
Conheça o Llanfairpwllgwyngyll F.C., o clube de futebol com o nome mais longo do mundo
Opinião: Veja 10 técnicos que poderiam assumir o Bahia
Goleiro emprestado pelo Palmeiras aguarda chance para se firmar no Guarani

“No dia de hoje a gente terminou, após uma reunião pela manhã, optando pelo desligamento do Jorginho. Profissional que foi correto com o clube, se dedicou, trabalhou. A gente entendeu que a sequência de resultados dentro de casa, algumas partidas que fizemos, o direcionamento da nossa equipe no Campeonato Brasileiro não estava o que esperávamos, o que acreditamos que o grupo é capaz. Optamos pelo desligamento antes da viagem para Chapecó”, explicou o presidente, em entrevista ao Programa do Esquadrão.

Ainda sem técnico, o Bahia vai atuar sob o comando interino de Preto Casagrande no jogo desta quarta-feira (02), em Chapecó.