Veja os jogadores do Santos que ainda não completaram 7 jogos no Brasileirão

O primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série A terminou no último domingo. O Santos acabou na terceira colocação, com 35 pontos, foi a melhor campanha do Peixe desde que a competição tem 20 clubes.

Matheus Henrique Vieira Ramos
Estudante de Jornalismo. Setorista no Torcedores.com do Santos e Botafogo.

Crédito: Foto: Ivan Storti/ Santos FC

O time sofreu muitas transformações, ao começar pela troca de técnico já que Dorival Júnior foi demitido e Levir Culpi contratado. Com isso, alguns jogadores ganharam espaços e outros foram esquecidos. O Torcedores.com mostra os atletas que ainda não completaram 7 jogos pelo clube da Vila Belmiro e podem ainda se transferir para outro time da primeira divisão.

Arthur Gomes: participou de cinco partidas, não vem sendo relacionado nos últimos jogos do Peixe. O camisa 23 é oriundo das categorias de base santista.

Cleber: chegou ao Santos nessa temporada por aproximadamente R$ 7 milhões, só que nunca conseguir se firmar no time. Sofre com lesões e no Brasileirão atuou em apenas uma partida.

Fabián Noguera: o defensor argentino com Dorival foi pouco utilizado, mas na batuta de Levir está sendo a primeira opção quando David Braz e Lucas Veríssimo ficam de fora. Fez cinco partidas na competição nacional.

João Paulo: o goleiro da base do Peixe atuou apenas o Vasco, no Engenhão. Foi a primeira partida profissional dele pelo Alvinegro Praiano.

Léo Cittadini: o meia que era bastante usado por Dorival Júnior, não vem tendo muito prestígio com o novo técnico. Nesse Brasileirão, atuou em três jogos, sendo que nenhum como titular.

Matheus Ribeiro: o lateral-direito que é ambidestro atuou em quatro partidas do Campeonato Brasileiro da Série A, a última contra Chapecoense na Vila Belmiro. O jogador não caiu nas graças da torcida e recentemente por muito pouco não foi parar no futebol da França.

Rafael Longuine: o meia jogou quatro jogos nesse Brasileirão. No clube desde 2015, nunca virou titular e sofre com a forte concorrência santista no meio-campo. No início da temporada recebeu sondagens de Goiás e Coritiba, mas acabou renovando com o Peixe até 2020.

Serginho: o meia da base do Santos entrou apenas no jogo contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte. O jogador no início do ano esteve emprestado ao Santo André para disputa do Campeonato Paulista.

Zeca: o lateral-esquerdo titular das últimas temporadas no Peixe sofreu com lesões em 2017, ficando um bom tempo no departamento médico. O jovem atleta fez apenas quatro jogos no Brasileirão.

Vecchio: o meia argentino ficou afastado um tempo por problemas com Dorival. Com a troca de comando teve suas oportunidades e virou titular. Se lesionou contra o Flamengo, pela Copa do Brasil. Realizou apenas cinco jogos no Campeonato Brasileiro da Série A.

Vladimir: o goleiro reserva santista não entrou em campo em nenhum jogo do clube na competição nacional. No Santos desde 2009, o atleta tem vínculo até 2018 com o time da Vila Belmiro.

Gustavo Henrique e Luis Felipe: titulares na campanha do Brasileirão de 2016, a dupla sofreu uma grave lesão no joelho ano passado e ainda não entraram em campo nessa temporada.

Nilmar e Matheus Jesus: os dois jogadores foram contratados pelo clube no meio do ano. Ambos não estão na condição física ideal, portanto, também não fizeram nenhuma partida neste Brasileirão.

Matheus Oliveira e Orinho: ambos subiram ao time profissional recentemente. A dupla ainda não fizeram jogo algum na competição nacional.

Portanto, 16 atletas do Santos ainda não fizeram 7 jogos e podem ser negociados com algum outro clube da Série A.

LEIA MAIS: POR “ACUSAÇÕES INFUNDADAS”, STJD DENÚNCIA PRESIDENTE DO SANTOS

RICARDO OLIVEIRA ACREDITA EM QUEDA DO CORINTHIANS: “TUDO PODE ACONTECER”

“O LEVIR NUNCA PROIBIU CULTO RELIGIOSO NO SANTOS”, DESABAFA RICARDO OLIVEIRA