Lutas

Amanda Nunes minimiza críticas de Dana White “É o dono do show, ele fala o que quiser”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução/Instagram Amanda Nunes

Com a desistência da luta do UFC 213 contra a guirguistanesa Valentina Shevchenko, Amanda Nunes ouviu de Dana White que estava fazendo corpo mole na véspera da luta, mesmo com a lutadora brasileira indo ao hospital para tratar uma sinusite crônica no dia do evento.

Na época, o chefão do UFC, chegou a afirmar que Amanda tinha condições de lutar e desistiu 90% por questão mental e apenas 10% por problemas físicos. Para a Leoa, como é conhecida, as palavras do mandatário não abalam e que não deu importância ao que foi dito por ele.

“Não fiquei chateada, não. Acho que o que o médico passou foi realmente quase isso, o que o médico do UFC passou para o Dana White. Então, eu voltei pela segunda vez para o hospital, fiz a ressonância, e aí ele descobriu um fluído na parte da minha sinusite crônica. Dana White falou o que ele pensa. Ele é o dono do evento, é o dono do show, ele fala o que quiser. O que eu tenho que fazer é o meu trabalho. Já foi remarcada a luta, agora é entrar lá, pegar esse cinturão e levar para casa de novo.” Declarou a brasileira.

Amanda Nunes relembrou que não foi a primeira vez que sofreu problemas de saúde antes de uma luta. Na véspera do confronto contra Ronda Rousey, a Leoa também foi para o hospital com crise de sinusite.

“Eu fiquei doente, na verdade isso já tinha acontecido outras vezes. Na minha luta com a Ronda Rousey, uma semana antes eu fiquei doente, mas consegui os medicamentos corretos, tudo direitinho, e foi na segunda-feira da semana da luta, não foi um dia antes de bater o peso, nada disso, Mas dessa vez, eu não consegui controlar. Foi no dia do meu corte de peso, e quando você está perdendo peso você fica fraca. Eu não consegui controlar e não estava 100%, então decidi não lutar.” Explicou a brasileira que diz pensar em cirurgia para melhorar sua saúde.

“Eu realmente fiquei focada em curar essa sinusite, que é crônica. E na verdade, talvez tenha cura, talvez volte, eu vou fazer o tratamento, a cirurgia logo depois dessa luta, para ver os meus passos futuros, para ver realmente se vai ser a cura total.”

LEIA MAIS: EX-CAMPEÃ DO UFC TROCA OCTÓGONO POR GERENCIAMENTO DE LUTADORES
MCGREGOR SOBRE LUTA CONTRA MAYWEATHER: “SEGUI AS REGRAS DE UM CIRCO E FIQUEI MAIS RICO”