Tênis

Ausência de Murray fará US Open ter finalista inédito em Grand Slams

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Crédito: USTA

Uma das principais ausências da atual edição do US Open foi a do britânico Andy Murray. O número 2 do ranking ATP desistiu de jogar o torneio por contusão no quadril e, de certa forma, abriu a parte inferior da chave. Hoje, nesse lado do quadro, os quatro nomes restantes não são tão conhecidos do público que pouco acompanha o tênis.

São eles: o espanhol Pablo Carreño Busta, o argentino Diego Schwartzman, o norte-americano Sam Querrey e o sul-africano Kevin Anderson. Resumindo: quatro jogadores que nunca estiveram em uma final de Grand Slam brigam por vaga na grande decisão do US Open, que acontece no próximo domingo.

Assim que o sorteio da chave aconteceu, Murray ainda não tinha desistido do US Open. Foi designado cabeça de chave 2 e enfrentaria o norte-americano Tennys Sandgren. Dois dias depois, todavia, o escocês abria mão do torneio, o que fez a organização mexer na chave.

Daí o croata Marin Cilic, campeão do US Open em 2014, passou a ocupar o lugar de Murray na chave. O quinto pré-classificado era o grande favorito para chegar às quartas de final, juntamente com o francês Jo-Wilfried Tsonga, oitavo favorito, mas ambos decepcionaram.

“SURPRESAS” ENTRE OS QUADRIFINALISTAS DO US OPEN:

USTA

Diego Schwartzman (ARG) – primeira vez que chega às quartas de um Grand Slam
Ranking: 33º

USTA

Pablo Carreño Busta (ESP) – segunda vez que vai até as quartas de um Major
Ranking: 19º

USTA

Kevin Anderson (RSA) – segunda vez que alcança as quartas de um Grand Slam
Ranking: 32º

USTA

Sam Querrey (USA) – chegou à semifinal de Wimbledon em 2017
Ranking: 21º

LEIA TAMBÉM:
Atual campeão, Bruno Soares segue sem perder sets e avança às quartas do US Open
Nadal e Federer passeiam, avançam às quartas e ficam perto de “tira-teima” no US Open

Del Potro supera febre, salva match points e vira sobre Thiem jogo épico no US Open