Futebol

Brasileirão Série C: Bragantino busca empate contra o Joinville, mas segue na degola

Publicado às

Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.

Bragantino x Joinville

Crédito: Crédito da foto: Divulgação/JEC

O Bragantino deixou escapar a oportunidade de deixar a zona de rebaixamento da Série C do Campeonato Brasileiro. Jogando no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista, o time de Marcelo Veiga empatou por 1 a 1 com o Joinville nesta 17ª rodada do Grupo B. No comecinho da partida, Anderson Ligeiro desperdiçou um pênalti para o time da casa que poderia ter mudado a história do jogo. Mais tarde, Rafael Grampola abriu o placar e Gilberto deixou tudo igual.

Com o empate, o Massa Bruta segue na vice-lanterna, com 18 pontos, igualado com o Macaé, primeiro time fora da zona de rebaixamento, mas duas vitórias a mais. A decisão de quem será rebaixado fica para a última rodada, com os dois concorrentes jogando fora de casa. Já o JEC chega a 22 pontos e ainda tem uma remota chance de classificação as quartas de final, mas para isso dependeria de uma combinação de resultados.

Catarinenses começam melhores e saem vencendo nos 45 minutos iniciais

O Braga não aproveitou oportunidades no primeiro tempo e pagou caro pelos erros no ataque. Com 21 minutos o time da casa arremessou um lateral para a grande área, o zagueiro Charles tentou cortar, mas tocou com o braço. O árbitro Elmo Alves Resende Cunha marcou a penalidade. Anderson Ligeiro ajeitou a bola para a cobrança, mas mandou ela no travessão. Com o rebote, o atacante tentou marcar, mas o juiz marcou infração do jogador.

A resposta do Joinville veio pouco tempo depois, aos 28 minutos. Em uma bola longa alçada na grande área, Rafael Grampola saiu nas costas do zagueiro Guilherme Mattis e testou no firme contra Renan Rocha. O atacante até poderia, mas não comemorou seu nono gol na competição – artilheiro isolado. Ex-jogador do Bragantino, o camisa nove levantou os braços em forma de respeito ao ex-clube e não homenageou sua filha, que nasceu durante a semana.

Mesmo atrás do placar, o Braga teve duas oportunidades claras de empatar o jogo no primeiro tempo. Rafael Chorão aproveitou um cochilo de Lúcio Flávio no meio campo e saiu em velocidade. Sozinho, ele conseguiu bater em cima do goleiro. Mais tarde, na chance mais clara, Matheus Peixoto recebeu, driblou o goleiro do JEC e caiu no gramado. O árbitro entendeu que o atacante não foi tocado e deixou o lance seguir.

Segundo tempo: paulistas empatam, pressionam, mas não conseguem virada

A pressão do Massa Bruta só foi surtir efeito aos dois minutos do segundo tempo. Em cobrança de escanteio pelo lado direito, a bola cruzou toda a grande área e caiu nos pés de Gilberto. O zagueiro dominou, ajeitou o corpo e bateu no cantinho de Matheus para empatar a partida. A bola nas redes deixou clara a exposição do Joinville no setor defensivo, com muito espaço para que o adversário pudesse pensar o que iria fazer com a bola de frente para o gol.

Pressionando, o Bragantino teve mais duas oportunidades de marcar em sequencia. Primeiro Matheus Peixoto partiu pra cima da marcação em velocidade, chegou na linha de fundo e tocou para trás. Rafael Chorão tentou bater para o gol, mas pegou muito mal e jogou por cima. Dois minutos depois, Bruno Oliveira cobrou uma falta na entrada da grande área e exigiu uma linda defesa de Matheus, que voou para espalmar a bola no canto direito.

Mas a tarde não era mesmo do Braga. Num certo momento o time da casa caiu de produção e sentiu o forte calor em Bragança Paulista, mas, ainda assim, tinha o controle da partida. Aos 45 minutos, Rafael Chorão arriscou de longe e Matheus foi obrigado a fazer mais uma grande defesa. No escanteio, Felipe Silva se antecipou a marcação e testou no contrapé do goleiro. A bola caprichosamente explodiu na trave e não entrou.

Próximo jogo

Na 18ª e última rodada da Série C do Campeonato Brasileiro, o Bragantino viaja para Juiz de Fora-MG enfrentar o Tupi no estádio Mário Helênio, precisando mais do que nunca da vitória para não ser rebaixado. Já o JEC recebe o lanterna Mogi Mirim na Arena Joinville, em Santa Catarina, sonhando com uma vaga no G-4. Os dois jogos estão marcados para as 17h30 do próximo sábado (9).

* Com informações do site oficial da FPF (Federação Paulista de Futebol)

VEJA MAIS
BRAGANTINO PODE CORRER RISCO DE PERDER PONTOS NA SÉRIE C. ENTENDA!
BRASILEIRÃO SÉRIE C: EM DUELO PAULISTA, SÃO BENTO E BRAGANTINO FICAM NO EMPATE

Curta a página “Eu amo futebol do interior paulista” no Facebook: