Futebol

Companheiros confiam em recuperação de Fred e Robinho: “nunca deixaram de trabalhar”

Publicado às

Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.

Atlético - Fred e Robinho

Crédito: Bruno Cantini/CAM

Os atacantes Fred e Robinho não vivem boa fase no Atlético-MG em 2017. Reconhecidos pela torcida, os experientes seguem em busca de boas atuações e, inclusive, perderam suas posições no time com Rogério Micale. Apesar disso, a dupla vem recuperando seu espaço, principalmente nos últimos dois jogos pela Copa da Primeira Liga, e contam com o apoio dos companheiros para voltarem a atuar em grandes níveis.

“Incentivamos bastante o Fred e o Robinho, também o Rafael Moura, que são os jogadores responsáveis pela maior parte dos gols do clube. Principalmente nos treinamentos, quando acontece algum erro. A cobrança, incentivando, é válida. São jogadores experientes. Já disputaram Copa do Mundo”, destacou o lateral Marcos Rocha, em entrevista coletiva.

Apesar de estarem frequentando o banco de reservas em alguns jogos, os atacantes, que recentemente tiveram longa conversa com o técnico Rogério Micale, seguem se dedicando aos treinamentos e auxiliando o grupo.

“Sabemos que é normal que isso aconteça. Todo mundo já passou por isso. E, quando acontece com dois jogadores dessa grandeza, a proporção é ainda maior. Tanto para o bom quanto ruim. Mas tem que ser elogiada a postura dos dois. Mesmo em um momento não tão bom, ou quando estavam fora da equipe, nunca deixaram de trabalhar e apoiar o resto da equipe”, destacou Fábio Santos, também em coletiva nesta segunda-feira.

Artilheiro por onde passou, o camisa 9 ultrapassa um período de seca com a camisa atleticana. Apesar disso, mesmo com o centroavante não tendo balançado a rede nos últimos seis jogos, Marcos Rocha confia no companheiro.

“Tenho certeza que o Fred, a partir da hora que desencantar, toda hora vai ter que buscar a bola no fundo da rede”, afirmou o camisa 2.

Micale, após a vitória por 1×0 sobre o Paraná, que colocou o Atlético-MG na final da Copa da Primeira Liga, elogiou os atacantes, mas descartou cravar a titularidade de ambos.

“É uma questão de momento, de fase. Robinho e o Fred precisavam desses dois jogos (contra Internacional e Paraná). Foram dados. Agora vou resolver quem vai entrar jogando contra o Palmeiras, no sábado”, avaliou o treinador.

LEIA MAIS:

ATLÉTICO QUER VENCER O PALMEIRAS PARA SEGUIR EM BUSCA DA LIBERTADORES

ATLÉTICO VENCE O PARANÁ E VAI À FINAL DA PRIMEIRA LIGA; VEJA AS NOTAS DOS JOGADORES

CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO APÓS O ENCERRAMENTO DA 22ª RODADA