Futebol

Cristian evita falar sobre o Corinthians e diz que não pensou duas vezes antes de vir ao Grêmio

Publicado às

Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: Reprodução/Grêmio TV

Apresentado na tarde desta terça-feira como novo reforço do Grêmio para a sequência da temporada, o volante Cristian não quis comentar a questão de seu afastamento do elenco profissional do Corinthians e disse que não pensou duas vezes em aceitar o convite de André Zanotta, executivo de futebol gremista.

“São coisas internas, faz parte (o afastamento), já foi, agora vamos pensar no Grêmio. Tenho três meses de contrato e espero focar e dar continuidade ao meu trabalho. É um time grande e espero que dê tudo certo”, disse o meio-campista, afastado do Timão em março.

Cristian também não mostrou preferência quanto à posição que deseja ser usado por Renato e mostrou felicidade com o convite gremista que partiu de André Zanotta, executivo de futebol.

“Estou feliz, é um time grande que está buscando coisas boas no campeonato, está disputando Libertadores e quando houve o interesse não pensei duas vezes, o André me ligou, já queria vir no mesmo dia, mas tinha que resolver outras coisas. O importante é eu ajudar independente da posição em que for entrar e buscar os objetivos que todo mundo quer”, comentou.

Na nova casa, Cristian reencontra com velhos conhecidos de outros clubes por onde passou.

“Já joguei com vários jogadores, o Léo Moura, o PV, Edílson, Marcelo (Oliveira), Douglas. Não precisava nem buscar referências sobre o Grêmio. É só a gente acompanhar e ver o que o time está apresentando. O Renato é um cara fora de série, tive pouco tempo de conversa com ele, é um cara que me ajudou muito, abriu as portas, não só ele como todos do Grêmio“, completou.

O volante não disputa um jogo oficial desde dezembro do ano passado quando esteve em campo na derrota do Corinthians para o Cruzeiro na despedida do Brasileirão. Em fevereiro, teve a sua última partida pelo Timão: amistoso contra a Ferroviária. Ele destacou que no período sem atuar não deixou de honrar compromissos no clube e espera estar à disposição de Renato em breve.

“Parado nunca fiquei, né? Estava treinando, só que em horários diferentes, nunca deixei de cumprir os objetivos. Lógico que o fator bola pesa muito, mas com os trabalhos entramos rapidinho em forma”, explicou.

Cristian usará a camisa 66, número pedido por um de seus filhos, e por enquanto tem apenas condições legais de atuar pelo Brasileirão. Poderá ser inscrito na Libertadores se o Grêmio eliminar o Botafogo e avançar à semifinal.

VEJA MAIS:

Opinião: Os prós e contras de Cristian, nova contratação do Grêmio 

Band RS demite repórter João Batista Filho 

Saiba como se tornar um monstro das apostas com a Protipster