Futebol

Final da Copa do Brasil de Futsal Feminino: Para Hulk e Leoas da Serra, decisão ainda está em aberto

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Ivan Ruela/Torcedores

 O time do Leoas da Serra , de Lages-SC deu um grande passo ao vencer o Iranduba na primeira partida da final da Copa do Brasil de futsal feminino, em Manaus 5 a 1, na noite da última sexta-feira.

 Apesar da larga margem de gols obtida pelas catarinenses, qualquer resultado de vitória do Hulk provocará prorrogação, seguida de pênaltis. Ou seja não há vantagem no saldo de gols.

Com grandes atuações de Diana e Greice,autoras de dois gols cada (o outro foi de Taís),  contra um de Mayara, as Leoas foram superiores por todo o jogo, demonstrando um forte poder de marcação, em conjunto com grandes talentos individuais, como de Amandinha, eleita neste ano pela terceira vez, a melhor jogadora do mundo na modalidade.

O Iranduba, formado por jogadoras de campo que chegaram às semifinais do Brasileirão, entre elas, a sua capitã e também volante da seleção brasileira, Djenifer, demonstrou nervosismo, se perdendo em vários momentos da partida. Nada que impeça o otimisto de seu treinador, José Sid, que embora tenha admitido a superioridade rival, acredita na reversão do placar no jogo do sul do país.

 “A competição nos dá a vantagem de poder sair daqui e vencer apenas por 1 a 0 lá. O regulamento mostra que o saldo de gols não tem vantagem. Então a gente vai trabalhar esta semana já visando o próximo jogo. Hoje foi um jogo difícil, a adversária foi bem superior do que a nossa equipe e nós não conseguimos encaixar a marcação. Não conseguimos ter resposta durante o jogo, mas não tem nada perdido. Vamos trabalhar a semana todinha e basta uma vitória de 1 a 0 lá para a gente levar para a prorrogação” disse Said.

O treinador amazonense também apontou erros a serem corrigidos.

Hoje nós não fomos muito felizes. A marcação não encaixou direito. A Andrea (goleira) também não foi feliz. Tomamos dois gols bobos que poderiam ter diminuído. As atacantes também não conseguiram finalizar como a gente vinha trabalhando. Agora é levantar a cabeça, trabalhar o astral das meninas para o próximo jogo“, diagnosticou.

Para a ala Amandinha, do Leoas da Serra, o grande placar conquistado em Manaus não iludirá sua equipe.

“Conseguimos encaixar os gols, deixando elas empatarem numa falha boa.Elas perderam muitos gols também, num grande dia de nossa goleira. Não tem nada ganho. Vamos treinar forte durante a semana, para corrigir algumas falhas”, contou a melhor jogadora de futsal do mundo.

O jogo de volta irá acontecer dia 9 de setembro, sábado, no Ginásio Jones Mimoso, em Lages, serra catarinense.