Futebol

Diretor da Ponte Preta explica demissão de Gilson Kleina

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito da foto: Fabio Leoni/Ponte Press/Divulgação

Gustavo Bueno, gerente de futebol da Ponte Preta, apareceu na entrevista coletiva para anunciar a decisão da diretoria. A Macaca perdeu em casa para o Atlético-GO, por 3 a 1.

“Não foi o resultado que a gente esperava e, nós entendemos, em uma reunião agora, logo depois do jogo, com a diretoria que, haveria troca de comando, então nós já conversamos com o Gilson com relação a esta situação. Não pensamos, não articulamos e, não trabalhamos nenhum nome para substituir o Kleina”, comunicou Bueno, que seguiu dizendo sobre a demissão.

“Nossa intenção era que o Gilson desse continuidade no trabalho, a gente entende que, a saída é em detrimento de resultado, quem estava aqui no dia a dia e sempre acompanhou, pode ver a entrega, o comprometimento, trabalho, um profissional sério. O período em que esteve aqui se dedicou ao máximo. Infelizmente os resultados não vieram e, como é cultura do nosso futebol, a gente optou pela troca”.

Nos últimos nove jogos sob o comando de Kleina, a Macaca venceu apenas uma, situação que deixou insustentável sua permanência no cargo. Nesta sua última passagem, o treinador comandou a equipe em 37 jogos; sendo 13 vitórias, 14 derrotas e dez empates.

João Brigatti, integrante da comissão técnica permanente da Ponte, comandará a equipe na partida de volta da Copa Sul-americana, diante do Sport do Recife.

Jogadores lamentam mais uma derrota

Antes, na saída do gramado, os jogadores da Ponte Preta tentaram explicar mais um mau resultado da Macaca.

“Acho que o tempo já tinha se esgotado, a própria torcida também se manisfestou pedindo para eu ir para área. A gente tentou, mas hoje não jogamos futebol que a torcida merece”, disse Aranha, goleiro pontepretano, a respeito de terceiro gol sofrido no jogo. Arqueiro foi para na área adversária tentando empatar a partida quando o placar ainda era 2 a 1. Fora da meta, viu o meio-campista Ronaldo fazer um belo gol à favor do Dragão.

O experiente atacante Émerson Sheik também falou, assim que o jogo acabou. “Definitivamente precisamos entender que, não tá legal, é difícil neste momento falar, porque pode soar mal, mas é em uma auto-análise de tudo, principalmente da competição como em um todo, a gente precisa entender que não tá legal”, ponderou Skeik.

A Ponte Preta volta a voltar no Majestoso nesta quarta (20) diante do Sport, pela jogo de volta das oitavas de final da Copa Sul-Americana. Na partida de ida, 3 a 1 para a equipe pernambucana. Já no Brasileirão o compromisso será contra a Chapecoense, domingo (24), em Chapecó.

LEIA MAIS

“MAJESTOSO” COMPLETOU 69 ANOS DE VIDA: CONHEÇA A HISTÓRIA DO ESTÁDIO CONSTRUÍDO PELAS MÃOS DOS PONTEPRETANOS, CURIOSIDADES E OS GRANDE JOGOS

PONTE PRETA X ATLÉTICO-GO: ASSISTA AOS GOLS DA PARTIDA DO BRASILEIRÃO