Futebol

Fox Sports emite comunicado apoiando investigação contra o Sportflix

Publicado às

Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Divulgação

O Fox Sports emitiu nota oficial na tarde desta terça-feira (5) expressando apoio pela rápida ação do Instituto Mexicano de la Propiedad Industrial (IMPI) em investigar o site Sportflix, acusado de pirataria.

O grupo de comunicação da América Latina defende que o órgão previna possíveis crimes ou infrações que possam afetar seus direitos – sejam eles exclusivos ou compartilhados – em competições esportivas.

“É importante ressaltar que essas ações não só protegem os direitos de que o FOX Sports é o licenciador legítimo, mas também protegem os consumidores que fornecem informações pessoais e financeiras – cartões de crédito e outros meios de pagamento – próprios ou familiar aos sites de procedência e legalidade duvidosa, estando expostos aos riscos de ser uma vítima de roubos ou fraudes e extorsão”, diz o trecho final da nota.

Confira abaixo a nota na íntegra:

Em relação ao comunicado emitido pelo Instituto Mexicano de la Propiedad Industrial (IMPI), após a denúncia de pirataria contra o site denominado SPORTFLIX,  o FOX SPORTS Latin America quer expressar publicamente seu apoio pela rápida ação do IMPI com o objetivo de prevenir possíveis crimes ou infrações que possam afetar seus direitos – sejam eles exclusivos ou compartilhados – em competições esportivas como a  Copa CONMEBOL Libertadores Bridgestone, Liga dos Campeões da CONCACAF, Bundesliga, NFL, MLB, WWE, UFC, Premier Boxing Champions, NASCAR, Rally Dakar, Fórmula 1, Fórmula E, Serie TIM A Italiana e a UEFA Champions League. 

É importante ressaltar que essas ações não só protegem os direitos de que o FOX Sports é o licenciador legítimo, mas também protegem os consumidores que fornecem informações pessoais e financeiras – cartões de crédito e outros meios de pagamento – próprios ou familiar aos sites de procedência e legalidade duvidosa, estando expostos aos riscos de ser uma vítima de roubos ou fraudes e extorsão.

A plataforma deveria ter entrado no ar no último dia 30 de agosto, porém, os internautas foram surpreendidos com o seguinte comunicado no site: “Antes de fornecer um serviço em troca de uma assinatura, a plataforma deve passar pelos processos necessários para fornecer a melhor qualidade de transmissão de esportes”.

A ideia é que o Sporflix, criado pelo empresário mexicano Matías Said, e com investidores americanos e europeus, seja um canal para o usuário acompanhar 95% dos eventos esportivos por streaming, podendo assisti-los por TV’s ou computadores por meio de assinatura, o que já ocorre com o NetFfix, destinado aos fãs de filmes, documentários e seriados.

Além do Brasil, o Sporflix promete estar presente na Alemanha, México, Argentina, Estados Unidos, Espanha, Itália, França e Inglaterra. Os planos variam entre US$ 19,99 (cerca de R$60) e US$ 29,99 (cerca de R$ 90). 

VEJA TAMBÉM:

Sportflix, o “Netflix dos esportes”, chega ao Brasil em agosto