Futebol

Eterno na história do Internacional, “Gol do plano inclinado” faz 72 anos

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Muitos gols marcam história e dependendo de sua importância ou beleza, o carinho da torcida pelo tal se torna eterno. Há exatos 72 anos, Carlitos, maior artilheiro da história do Internacional anotou o “Gol do plano inclinado” sobre o Cruzeiro-RS.

Tudo o que se construiu através desse gol tem motivos para destaque, pois assim como citei no primeiro parágrafo, Carlitos é o maior artilheiro da história do Internacional com 485 gols em 384 jogos. A instituição colorada embasada nos números do time naquele período, os chamam de “Rolo compressor”, que naquele dia 16 de Setembro de 1945, em um empate no placar de 4 a 4 com o Cruzeiro-RS, no Estádio dos Eucaliptos, marcou a história colorada com o belo “gol do plano inclinado”, anotado por Carlitos.

Naqueles tempos, as crônicas esportivas eram carregadas de emoção e riqueza nos detalhes, assim como foi possível de se identificar no relato abaixo do Jornal Folha da Tarde, do dia 19 de Setembro de 1945:

“Se outras peculiaridades interessantes não tivessem matizado o INTER X CRUZ de ontem, uma cena só foi de tal sensacionalismo e raridade, que se pode dizer bem: VALEU A PARTIDA. Referimo-nos ao 3º golo do INTERNACIONAL, de autoria de Carlitos. O lance teve este desenvolvimento: Nelson Adams, tentando aliviar pelo alto, puxou a bola, ao invés de mandá-la para a frente. Marne achava-se adiantado, fora do gol, pois acabara de aliviar de munheca uma carga. O couro subiu e ia caindo sobre a linha do golo, quando Carlitos, que o acompanhou correndo, firmou-se, mesmo sobre a linha branca, nos calcanhares, e, dando um impulso de diante para trás, ficando qual um plano inclinado, fêz a bola escorrer sensacionalmente pela testa, rumo às rêdes. O lance, colorido pela rapidez, foi de uma beleza extraordinária. O mais sensacional golo da temporada e, no dizer dos velhos acompanhantes do futebol em nosso meio, algo inédito para os olhos da nossa “INCHADA”.”

Equilíbrio e força em um lance que hoje traduz bem a situação do colorado, que se encontra inclinando rumo ao seu lugar de merecimento no futebol brasileiro.