Jair confia em Botafogo calejado em decisões: “Temos espírito de Libertadores”

Jair Ventura explica escalação de Lindoso e João Paulo em equipe alternativa do Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)
Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

Passado o duelo contra o Santos pelo Brasileirão, o Botafogo agora se prepara para o jogo mais importante do ano até o momento. Na quarta-feira, o Glorioso vai a Porto Alegre enfrentar o Grêmio pela partida de volta das quartas de final da Copa Libertadores. O técnico alvinegro acredita no ‘espírito de Libertadores’ da equipe para conseguir sair da Arena do Grêmio com a vaga para a semifinal.

“A gente vai pro segundo tempo do jogo. Tivemos o primeiro tempo jogando em casa, com a nossa torcida e agora é jogar com a torcida contra. A equipe do Grêmio é muito forte, a gente sabe, vice-líder do Brasileiro, tem dois jogadores de seleção. A gente sabe das dificuldades, mas a gente está muito otimista. A gente tem o espírito da Libertadores. Essa situação de ter começado antes, a gente pagou um preço na parte, mas ao mesmo tempo, nós estamos mais maduros. A gente fez grandes jogos fora, conseguimos classificações jogando fora, conseguimos um bom passo contra o Nacional, com a vitória lá”, afirmou Jair Ventura.

Até aqui, o Botafogo deixou 13 títulos de Libertadores para trás. Na pré-Libertadores, eliminou Colo-Colo e Olímpia e só aí foram quatro títulos. Na fase de grupos, passou em primeiro num grupo que tinha o tetracampeão Estudiantes, o bicampeão Atlético Nacional e o Barcelona de Guayaquil, possível adversário na semifinal em caso de classificação para a próxima fase. Nas oitavas, mais um gigante: o tricampeão Nacional, do Uruguai. Jair vê o time calejado pelas grandes decisões no ano.

“Eu estou desde janeiro assim. Não é uma coisa que apareceu assim, um jogo no final do ano pra gente decidir. A gente já está acostumado. Foi assim com o Colo-Colo, foi assim com o Olímpia, foi assim na fase de grupos, foi assim agora com o Nacional. Então, a gente já está acostumado. Cada grande jogo, você ganha uma experiência fantástica. Nosso time é muito maduro, a gente sabe da dificuldade e segura na ansiedade”, avaliou o treinador.

LEIA TAMBÉM
CHANCES DESPERDIÇADAS PREOCUPAM JAIR: “VAMOS PRECISAR SER CIRÚRGICOS”