Futebol

‘Novo PSG’ encanta, mas já vê disputa por protagonismo entre Neymar e Cavani

Publicado às

Jornalista, assessora de imprensa e pós-graduanda em Jornalismo Esportivo e Multimídias. Amante dos esportes desde sempre e apaixonada por futebol inglês.

Neymar e Cavani

Crédito: Crédito da foto: Reprodução

O Paris Saint-Germain venceu o Lyon no último domingo (17), por 2 a 0, com gols contra de Marcelo e Morel, no Parque dos Príncipes, em Paris, pela sexta rodada do Campeonato Francês, e se manteve como o único clube da competição com 100% de aproveitamento.

O sucesso do ‘novo PSG’ pode ser atribuído especialmente ao trio MCN (Mbappé, Cavani e Neymar), mas a disputa por protagonismo entre o brasileiro e o uruguaio tem gerado certo desconforto dentro de campo. Na partida contra os “Les Gones”, dois lances ganharam repercussão mundial: no primeiro, Daniel Alves impediu “El Matador” de cobrar uma falta e entregou a bola ao compatriota. Já no segundo, o camisa 10 pediu para bater um pênalti assinalado a favor do time da casa, porém Cavani negou e não converteu em gol.

O jornal francês L’Équipe destacou que o conflito pode causar problemas, já que o técnico Unai Emery precisará segurar o ego das suas principais estrelas, sob a pena de ter a coabitação insustentável.

Seguindo a mesma linha, o espanhol Sport afirmou que Emery terá trabalho para ajustar “dois diferentes galos do mesmo galinheiro” e que o “clã brasileiro” (o PSG é o clube europeu com mais brasileiros no elenco) está fadado a ser chave na luta particular entre Neymar e Cavani.

A imprensa inglesa, por sua vez, adotou um tom crítico voltado à postura do craque da seleção brasileira. “Neymar realmente prova que é mágico depois de aparecer de repente para pegar a bola de Cavani no pênalti do PSG”, escreveu o The Sun.

Reprodução

Por fim, o argentino Olé ironizou o lance que teve a participação do lateral Dani Alves. “Aqui manda o Brasil. O uruguaio ficou querendo…(bater o pênalti)”, foi o comentário do periódico.

Saiba como começou a “rixa” entre o brasileiro e o uruguaio

O início de Neymar e Cavani indicava a formação da dupla dos sonhos – quando a ida do brasileiro à equipe de Paris era uma especulação, o uruguaio chegou a questionar, durante coletiva de imprensa, quem não gostaria de jogar com o até então atleta do Barcelona. No entanto, o cenário mudou quando o craque aterrissou na capital francesa. Logo na terceira rodada do Campeonato Francês, contra o Toulouse, o jogador de 25 anos solicitou, em vão, que o companheiro o deixasse cobrar uma penalidade. Na ocasião, ambos negaram qualquer mal-estar resultante da disputa pelas cobranças.

Aqui não tem vaidade. Não vejo problema nisso, sem motivo para polêmica“, declarou o ex-Santos. “Ele pediu, mas acho normal. O time tem muito jogador de qualidade.Vai chegar o momento de forma natural”, disse El Matador.

Na etapa seguinte, em um duelo ante o Saint-Étienne, o pedido se repetiu, apenas para Neymar escutar mais um “não” do batedor oficial do PSG. Parece que o camisa 10 cansou de esperar…

LEIA MAIS
NEYMAR PEDE PARA BATER PÊNALTI, MAS CAVANI NÃO DEIXA E ERRA A COBRANÇA
APÓS DISCUSSÃO ENTRE NEYMAR E CAVANI, TÉCNICO AVISA: “SE NÃO HOUVER ACORDO, EU DECIDO”