Opinião: Corinthians faz gol de mão com Jô, mas Grêmio também não se ajuda

Renato Gaúcho
FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

Até entendo a reclamação de muitos torcedores com relação ao gol de mão do atacante Jô, na vitória do Corinthians sobre o Vasco por 1 a 0. Entretanto, a torcida do Grêmio precisa se preocupar com outra coisa: o próprio Grêmio. A derrota para a Chapecoense aumentou o abismo entre paulistas e gaúchos na liderança do Brasileirão.

Se antes estava difícil, agora então complicou mais ainda. O fato é que só crítico o time do Grêmio, porque realmente acredito que ele pode brigar em duas frentes, tais como Libertadores e Brasileirão, sem necessariamente ‘largar mão’ de uma delas, como está acontecendo.

No jogo deste domingo, os gremistas desperdiçaram outra boa chance de garantir os três pontos contra uma Chapecoense em péssima fase. Assim como já critiquei Renato Gaúcho antes, critico novamente. O trabalho é bom, mas algumas decisões do ídolo do Grêmio não dá para entender. O que Jael fazia em campo hoje? Totalmente fora de ritmo.

Assim como o próprio Renato falou após o jogo, o Grêmio não fez nada para ganhar. Foi um time pífio contra a Chape, algo inaceitável para quem quer (?) ser campeão brasileiro. Com mão ou sem mão de Jô, os gaúchos de qualquer jeito não diminuiriam a diferença para o Corinthians.

Agora, o Grêmio enfrenta um Botafogo em ótima fase e decidido na quarta-feira. O time possivelmente não terá Luan, Geromel e Edílson. Eu diria que o ano do clube corre sérios riscos. Já falei que em minha opinião, o mais chato disso tudo é que acredito no time do Grêmio, mas me incomodo com a falta de ambição, que pode acabar minando a temporada.

LEIA MAIS

Grêmio x Chapecoense: veja os gols da partida