Futebol

Para Petros, é hora dos jogadores ‘assumirem a sua responsabilidade’

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Reprodução: Facebook Oficial São Paulo FC

Na entrevista coletiva de hoje o volante Petros falou sobre o momento do São Paulo e o que os jogadores tem feito e tem que fazer para retirar o time da zona de rebaixamento

Em momento difícil junto ao São Paulo, o volante Petros, de 28 anos. Vive pela primeira vez em sua carreira a ameaça da zona de rebaixamento, hoje em entrevista coletiva o jogador falou sobre o atual momento do clube do Morumbi e também cobrou mudança na postura dos jogadores para reverterem a situação.

Responsabilidade

“Temos um grupo jovem, com uns jogadores que também já rodaram muito. Tem que melhorar dia após dia. Chegou o momento de cada um assumir sua responsabilidade. Olhar para dentro e fazer uma autocrítica”, declarou o volante.

Para tentar sair da zona de rebaixamento, o São Paulo irá receber a Ponte Preta no próximo sábado (9), no Morumbi, ás 19h. Quando perguntado sobre a partida contra um concorrente direto a briga para a permanência na elite do futebol brasileiro, Petros disse que respeitam o clube campinense, mas o tricolor precisa vencê-la, encarando-a como uma final.

“Se pudesse jogar contra eles quarta e domingo, preferiria para sair logo desta situação. Tem sido uma semana muito forte de trabalho, algumas mudanças por parte do Dorival. Para o grupo foi uma semana importante. A gente respeita a Ponte, mas é uma partida importantíssima, talvez a principal e precisamos vencer esse jogo”, afirmou o jogador.

O jogador também falou sobre as exigências de Dorival Junior para melhorias no time, “A mudança que o Dorival está exigindo é que se o que você faz até agora não é o suficiente você tem que mudar, ter um pouco mais de compromisso, atitude… Vai ter que sair da sua zona de conforto. Essa mudança é de espirito, é de cabeça, se você treina duas horas, tem que treinar duas horas com toda intensidade, pois o trabalho faz você sair dessa situação.”, disse na coletiva.

LEIA MAIS:
HERNANES: PERTO DO RECORDE, MAS PREOCUPADO COM O Z-4
OPINIÃO: PARA NÃO SER REBAIXADO, SÃO PAULO PRECISA URGENTEMENTE PARAR DE SOFRER GOLS
SÃO PAULO TEM APROVEITAMENTO PIOR QUE INTERNACIONAL DE 2016, NA 22ª RODADA