Preto Casagrande analisa atuação do Bahia em empate na Fonte Nova

O Bahia decepcionou na Fonte Nova e apenas empatou com o Coritiba. O resultado faz com que o Tricolor permaneça em situação perigosa na tabela. Após a partida, o técnico Preto Casagrande concedeu a tradicional entrevista coletiva e analisou o desempenho de seus jogadores durante o jogo.

Victor de Freitas
Baiano, 25 anos, jornalista formado pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol. Contato: victorw10@outlook.com

Crédito: Foto: Divulgação/ECBahia

Em entrevista na saída de campo, o zagueiro Tiago citou acomodação da equipe no segundo tempo. Já Preto Casagrande afirmou discordar da opinião do defensor, citando que o Tricolor conseguiu ser melhor antes e depois de levar o empate. O técnico também citou dificuldades que a equipe teve durante os 90 minutos.

“Não concordo (que o time parou de jogar). Acho que o Bahia jogou de igual para igual. Teve um início um pouco lento, mas depois equilibrou o jogo, teve mais posse de bola, mas teve dificuldade par agredir o Coritiba. Acho que tivemos as melhores chances do jogo. Cabeçada do Rodrigão e a bola na trave do Mendoza, que mudaria o jogo. Como o Tiago falou, um vacilo muda tudo. Um detalhe que não pode errar. O Juninho também teve uma boa chance pelo lado esquerdo, mas é isso mesmo, são detalhes que decidem os jogos”, disse o técnico.

Com o empate, o Bahia perdeu a chance de assumir a nona posição do Brasileirão e ficou em 11º lugar, mas podendo perder algumas posições ainda nesta rodada.

O próximo jogo acontecerá apenas no dia 12 de outubro, contra o Palmeiras, fora de casa.

Quem chega e quem sai dos clubes?