Futebol

Quatro lições que o Brasil tira do confronto contra a Colômbia pelas Eliminatórias

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Colômbia e Brasil se enfrentaram nesta terça-feira, 05, em Barranquilla na Colômbia. A partida era válida pela 16° rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo. O jogo foi bem movimentando mas acabou com o empate por 1 a 1. Com um confronto mais pegado deu para o Tite tirar algumas lições da partida.

Leia mais:
Assista aos gols da partida entre Colômbia e Brasil
Confira os próximos jogos da Eliminatória da América do Sul que vale vaga na Copa

A primeira lição se trata da utilização de Firmino. Mesmo tendo mais porte físico do que o Gabriel Jesus, o atleta não conseguiu evoluir dentro de campo, não atuando bem na partida. O atacante do Manchester City entrou na segunda etapa e conseguiu criar mais chances do que Firmino tinha feito no jogo. Talvez seria o caso de pensar em um outro formato caso Jesus não possa jogar.

Outro ponto que o Brasil pode tirar de lição é o seu lado esquerdo de campo. Sem Marcelo,  suspenso, aquele lado de campo fica muito frágil. A jogada do gol colombiano começou por ali, terminando com a boa cabeçada de Falcão para o fundo das redes.

A terceira lição está no acomodamento do time, mostrando que o 1 a 0 não é um placar seguro. Nas últimas partidas quando a seleção saia na frente costumava não sofrer gols e nem se sentir pressionada. Neste jogo contra a Colômbia isso veio a ocorrer. Assim que sofreu o gol os donos da casa se lançaram ao ataque, conseguindo o empate e tendo outras oportunidades para a virada.

Tite ainda pode tirar mais uma lição do jogo. Se trata da utilização de Neymar, William e Coutinho juntos. Na última partida, contra o Equador, a equipe só foi ter uma melhora com a entrada do jogador do Liverpool, e hoje o gol saiu dos pés do atacante do Chelsea. Mas a equipe só foi atuar melhor mesmo com os três juntos, somando a velocidade da habilidade, tornando uma confusão para a defesa adversária.