Futebol

Torcedores do Guarani imortalizam Carlos Alberto Silva

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação: facebook/Memorial do Guarani Futebol Clube

Falecido, o técnico da campanha de 78, ficará para sempre na memória dos bugrinos, com a confecção do busto.

 

Estupendo! Honras ao homem que conduziu brilhantemente o Guarani Futebol Clube ao título de campeão brasileiro de 1978. O Bugre de Campinas carrega a façanha de ser o único time do interior do Brasil à conquistar um título de tamanha relevância.

 

 

Em vida, Carlos Alberto Silva já houvera recebido diversas homenagens, afinal ele foi e, é o maior ídolo da história do futebol bugrino. No Memorial do Guarani, em uma tarde de autógrafos, e na companhia de Neneca – goleiro do time de 78. Carlos Alberto recebeu honras e tirou fotos com os fãs. Depois, apareceu no gramado e, recebeu uma placa comemorativa da diretoria da época. “Fico feliz porque o Guarani nunca esquece da gente. Enquanto estiver vivo e em condições, vou sempre participar de todas estas homenagens, disse Silva. Em outra ocasião, subiu no gramado do estádio Brinco de Ouro da Princesa, para carregar a réplica da taça do Campeonato Brasileiro de 1978. Aplaudido, se emocionou. Falecido no dia 20 de janeiro deste ano, aos 77 anos, Carlos Alberto, fez despertar mais uma vez nos corações dos simpatizantes bugrinos o desejo de dar galardão ao ídolo.

 

 

O PROJETO DO BUSTO

 

 

Nasceu de uma sugestão dos bugrinos Fernando Pereira, Fabrício Troncoso e Odair Alonso, entusiastas da história do bugrão. A idéia era imortalizar o ídolo com a confecção de um busto. Porém, a peça de bronze, feita através de liga de metais e avaliada em R$ 14.400,00, só poderia virar realidade se estes recursos fossem angariados, através de uma campanha de doações. Renato Squarizi, então diretor do memorial do Guarani, foi quem passou a conduzir as arrecadações. Inúmeras formas de ofertas foram alcançadas. Teve torcedor que doou dinheiro e viu seu nome ser registrado no LIVRO DE OURO – um livro que registrou os nomes do contribuintes –  e ficará exposto no memorial. Outros doaram e estão anônimas. O ex-atleta do time de Campinas, Amoroso, igualmente foi contribuinte. Houve doações, também, de máquina de costura, boné em alusão ao título de 78, caixa de carne uruguaia – picanha, óculos escuros, entre outros. Rifados fizeram aumentar o arrecadamento para o propósito.

A reportagem do torcedores.com procurou o Renato Squarizi, que nos contou sobre a arrecadação. “Tivemos a doação do ex-jogador Amoroso, aliás ele foi o único dos ex-atletas a nos ajudar. Mas o principal doador foi o torcedor bugrino, no geral”, comemorou Squarizi.

 

 

Squarizi, fez questão de citar o que o ex-comandante significava para a equipe verde e branca, na campanha do título. “Ele era o grande líder de 78. A forma como ele liderava, conseguia extrair o melhor do grupo. Toda vontade, todo potencial de cada um”. Da mesma forma, citou o carinho que os torcedores tinham por ele. “Ele era amigo de todos, uma pessoa muito querida. Geniosa, mas todos tinham um carinho muito grande por ele”, concluiu.

.

Emocionados, os familiares de Carlos Alberto Silva enviaram um vídeo agradecendo os torcedores bugrinos e os colaboradores do memorial, pela homenagem recebida.

.

 (…) Que vocês saibam que, esta homenagem é muito importante para todos nós, é muito importante ao nosso pai, porque ele sempre amou e sempre vai amar o Guarani

 

“Nós queremos agradecer, do fundo do nosso coração, por esta linda homenagem que está sendo feita ao nosso pai. Agradecer ao pessoal do Memorial do Guarani, a cada torcedor do Guarani. Que vocês saibam que, esta homenagem é muito importante para todos nós, é muito importante ao nosso pai, porque ele sempre amou e sempre vai amar o Guarani”, disse uma das filhas.

O depoimento também teve palavras de carinho da viúva do Carlos Alberto Silva e de outra filha do casal. Confira na íntegra:

 

 

 

A peça foi entregue no inicio de mês ao grupo do memorial. A espera agora, é pela confecção da base que sustentará o busto. Inclusive, o restante do valor arrecadado será entregue ao Conselho de Administração (CA) do clube, para que somado ao valor disposto por eles, seja investimento na aquisição.

Ainda não há uma definição se haverá um evento de apresentação, bem como o local para visitação dos torcedores. Tudo ficará à cargo de escolha do CA.

Procurado pela nossa reportagem, a assessoria de imprensa do clube não retornou contato, até a publicação desta matéria.

 

Considerações

Na manhã deste sábado (16), o Guarani Futebol Clube procurou a nossa reportagem, através de sua assessoria de imprensa, para explicar toda situação envolvendo a confecção do busto.

Em contato, o presidente do Conselho de Administração, Palmeiron Mendes Filho, se posicionou quanto às questões relativas a compra da base que sustentará o busto, bem como o local em que a peça ficará disponível para a visitação dos torcedores. “O Guarani já possui a importância em dinheiro para a aquisição da base, como também para os custos com um coquetel de apresentação. A ideia seria aproveitar datas comemorativas: 13 de Agosto (data do título), 14 de Agosto (data de nascimento do Carlos Alberto Silva) e 15 de Agosto (data de aniversário do casamento de Carlos Alberto Silva) para apresentação. Acontece que não foi possível. O memorial passará por reformas e, na reabertura é bem possível que isso aconteça. Os familiares do Carlos Alberto Silva serão convidados para a cerimônia”, disse o presidente.

Sobre o valor restante da arrecadação, o presidente relata não ter recebido este valor. Fato este confirmado por Renato Squarizi, que diz não ter entregue pois não há uma definição do local em que o busto ficará.

Palmeiron, também disse sobre a importância de Carlos Alberto Silva para o Guarani.

O Guarani tem a honra e o orgulho de ser o único time no mundo a ter um treinador como seu maior ídolo e não um jogador

/noticias/2017/09/boa-esporte-x-guarani-retrospecto

BOA ESPORTE X GUARANI: VEJA OS GOLS DO EMPATE PELO BRASILEIRÃO SÉRIE B