Futebol

Veja as notas dos jogadores santistas contra o Botafogo

Publicado às

Estudante de Jornalismo-UFU. Apaixonado por esporte, em especial, o nosso futebol !!!!! Santista e fã do menino Ney

notas jogaores santos

Foto: Reprodução: Santos FC Facebbok

Crédito: Reprodução: Santos FC Facebbok

Nesta noite (16), pelo Campeonato Brasileiro,o Santos perdeu para o Botafogo por 2 x 0 e rompeu sua sequência de 17 jogos invictos. Com o time reserva, veja as notas dos jogadores santistas.

Vanderlei- 7,0

Quando um time toma dois gols, o normal é que o goleiro seja um dos menos pontuados, porém, o arqueiro realizou quatro defesas difíceis e evitou o que seria uma goleada.

Daniel Guedes- 5,0

O lateral não apoiou muito e sofreu com os atacantes botafoguenses. Não mostrou seu melhor futebol por conta da falta de entrosamento.

Luiz Felipe- 4,5

Perdeu algumas bolas que propiciaram ataques consecutivos do ataque botafoguense. No primeiro gol do rival, o zagueiro não acompanhou  Rodrigo Lindoso, que se movimentou na área e sozinho, chutou no canto para abrir o placar.

Fabián Noguera- 4,5

Assim como toda a zaga santista, não fez um bom jogo e não conseguiu segurar o ataque botafoguense.

Orinho- 4,5

Em sua estreia, o jovem jogador viu sair as duas jogadas que terminaram em gol, em sua lateral. A ansiedade e falta de ritmo pode ter prejudicado-o.

Leandro Donizete- 4,5

O volante não se achou em campo e deu espaços para os meias adversários trabalharem à vontade. Tomou um cartão amarelo e segue como um dos menos prestigiados em relação a torcida santista.

Léo Cittadini-6,0

No meio santista, foi o que mais tentou levar o time à frente. Seus bons passes não foram suficientes para ultrapassar a defesa do Botafogo.

Jean Mota- 5,5

Jean Mota teve a chance de jogar em sua posição de ofício mas não aproveitou e errou alguns lançamentos para Thiago Ribeiro, Kayke e Vladimir Hernandez.

Thiago Ribeiro- 4,5

Chutou algumas bolas ao gol, mas sem rumo algum. Procurou ajudar a defesa e sair em contra-ataque, porém, nenhuma das duas situações aconteceram e junto com Donizete, segue sem moral com a torcida.

Vladimir Hernández- 5,0

Não apareceu no jogo e ficou escondido nas linhas defensivas do time carioca. Sua velocidade também não apareceu.

Kayke-5,5

No ataque, assim como Cittadini, foi o que mais procurou algo. Movimentou bastante e voltou para procurar jogo, mas sem sucesso.

Levir-5,5

Levir fez o possível para montar o time, contudo, a falta de entrosamento e a qualidade do rival dentro de casa, foram empecilhos. Como a prioridade é a Libertadores, a escalação pode,de certa maneira, ser vista como coerente

Serginho, Veccio e Matheus Oliveira entraram no segundo tempo e não tiveram notas.