Futebol

Como fica o caso Arão após a “paz” entre diretorias de Botafogo e Flamengo? Confira

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito da imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

O Botafogo chegou a um acordo com o Flamengo por meio de seus presidentes nesta segunda-feira (04) e ambos resolveram estabelecer maiores relações de cordialidade. Com os mandatários participando do programa Seleção Sportv, foi selado uma espécie de acordo de paz.

Comprometendo-se a reduzir o tom das provocações dado pelos clubes que presidem, Carlos Eduardo Pereira e Eduardo Bandeira de Mello deram um aperto de mão ao vivo para simbolizar esta nova era nas relações entre as duas instituições tão importantes para o futebol brasileiro.

LEIA MAIS:
PREPARADOR FÍSICO DO BOTAFOGO EXPLICA SITUAÇÃO DE JOEL CARLI
BOTAFOGO SUPERA TRAUMA TÁTICO DE 2017 EM VITÓRIA SOBRE O BAHIA; CONFIRA

Isto, no entanto, não trouxe nenhuma mudança para a disputa judicial envolvendo a transferência do volante Willian Arão. Destaque em General Severiano em 2015, o atleta passou a defender o time da Gávea na temporada seguinte e o Alvinegro busca receber alguma compensação financeira pela transação.

“O caso do Arão está sendo discutido na Justiça como toda ação civilizada. Você tem uma discordância e o dever de quem não está concordando é levar o caso para a Justiça. Foi exatamente o que foi feito e todos estão aguardando a decisão soberana da Justiça. Não é nada que continue a se desdobrar no ambiente do dia a dia. É algo que todo mundo está aguardando como resultado”, explicou o presidente do Glorioso Carlos Eduardo Pereira.

Crédito da Foto: Vitor Silva/SSPress