Futebol

Acusado de racismo, Tréllez nega xingamento a Renê Júnior, mas se desculpa com jogador

Publicado às

Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador e hoje é líder da comunidade de colaboradores juniores, plenos e seniores no site Torcedores.com.

Tréllez, atacante do Vitória

Crédito: Crédito da foto: Reprodução/Twitter

Acusado de injúria racial por parte de Renê Júnior, volante do Bahia, o atacante Tréllez se pronunciou após o ocorrido no clássico Ba-Vi deste domingo (22), na Fonte Nova, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em vídeo publicado pelo Vitória nas redes sociais, o colombiano negou ter chamado o jogador do Tricolor de Aço de “macaco”, mas confirmou um desentendimento com o rival e se desculpou com ele.

“Sou Santiago Tréllez, jogador do Vitória. E quero falar sobre aquilo que aconteceu no jogo de hoje. A gente se falou muitas coisas, ele me xingou, eu xinguei ele. Em nenhum momento eu quis ofender ele. Se eu ofendi, eu peço desculpas a ele, ao povo brasileiro, da Bahia. Também quero falar que eu não chamaria ele do que disseram que eu falei. Primeiro, porque eu sou preto. Meu pai é preto, rastafári. Na minha família, temos pretos. Eu amo ser preto”, explicou Tréllez.

Assista:

Ainda na arena, o presidente do Rubro-Negro baiano, Agenor Gordilho, defendeu o sul-americano. “Não passa de um mal entendido. Vamos tentar contornar isso. Estamos preocupados agora com o jogo do Atlético-GO. Bola para frente. Tudo isso foi um mal entendido. Vamos contornar com uma boa conversa. Talvez ele tenha sido interpretado mal, tenho certeza que o jogador não quis dizer isso. Não tem nada disso. Vamos tentar esclarecer com bom senso”, afirmou.

VEJA MAIS
RENÊ JÚNIOR DIZ TER SIDO CHAMADO DE ‘MACACO’ POR TRÉLLEZ E FAZ FORTE DESABAFO APÓS BA-VI