Futebol

Andrade e Jô negam cobrança e detalham conversa com organizada do Corinthians

Publicado às

Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Corinthians

Crédito: Reprodução

Alguns integrantes da Gaviões da Fiel, maior organizada do Corinthians, foram ao CT Joaquim Grava na tarde desta quarta-feira se reunir com diretoria e jogadores para entender o momento da equipe no Brasileirão. O presidente da equipe, Roberto de Andrade, e um dos líderes de Carille, Jô, negaram qualquer tipo de cobrança e defenderam a reunião com os corintianos.

Roberto de Andrade e Jô participaram juntos da entrevista coletiva e explicaram o que ocorreu na sala junto com a organizada do Corinthians, onde garantiram que não houve nada mais do que incentivo.

“Houve a visita, conversaram com os atletas, transmitiram o apoio de toda a coletividade corintiana, de todos os torcedores… Não poderia ser diferente num momento desse. Apoio, incentivo, nada mais do que isso”, disse o mandatário.

“Eu vi com muito bons olhos, foi uma coisa boa, cara. Eles vieram em prol de uma coisa só, só tentar contradizer o que dizem aí fora, que ia vir cobrança, que tem que jogar bola, isso e aquilo. Eles vieram em paz, falar que estão com a gente nesse momento. Até porque jogar no Corinthians, eles sabem, nunca foi fácil. Sou criado aqui dentro e sei o quanto temos que correr”, explicou Jô, que elogiou a atitude dos torcedores.

“Eles pediram para manter o que a gente vem fazendo, se dedicar, agora na reta final, retomar a concentração e seguir com nosso  objetivo. Foi muito positivo, tem que parabenizar os que vieram aqui, porque vieram em prol do incentivo mesmo”, completou em seguida.

Jô ainda reforçou que os torcedores vão continuar incentivando independentemente do mau rendimento nas próximas partidas e ressaltou a distância da liderança para os rivais.

“Eles deixaram claro que em qualquer situação eles vão apoiar. O verdadeiro torcedor do Corinthians é assim, eu fui torcedor. Eles falaram que em qualquer situação vão apoiar, não tem limite. Eles estão com a gente, o grupo não se sente pressionado. Estamos fazendo uma campanha brilhante. Quantos não queriam estar seis pontos na frente? Temos esse privilégio,” concluiu.