Futebol

Arnaldo vê pênalti de Igor Rabello em Jô: “Faltou coragem ao árbitro para marcar”

Publicado às

Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.

Crédito: Crédito da Foto: Reprodução/SporTV

O comentarista de arbitragem da Rede Globo, Arnaldo Cezar Coelho, viu o Corinthians ser prejudicado pelo apito na derrota por 2 a 1 para o Botafogo, nesta segunda-feira (23), no Engenhão, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O lance polêmico que marcou a partida aconteceu aos 48 minutos do segundo tempo. O Jô foi lançado na área pela direita, se enrosca com Igor Rabello, é calçado, mas o árbitro Rodrigo Raposo (DF) não marcou o pênalti a favor do Corinthians.

Nenhuma dúvida [que foi pênalti]. Eu achei que o árbitro estava muito mal colocado, na entrada da área. Naquele lance, o árbitro tem de estar dentro da área, dentro do lance, porque é um lance confuso. E aí, o vigia que o Cássio falou, que está ali atrás, não ajudou em nada“, disse  o ex-árbitro.

É um tipo de um golpe de judô. Em nenhum momento ele foi na bola, o zagueiro. O Jô toca com o pé direito na bola, vai girar e ele [Igor Rabello] segura por cima e calça por baixo. Como faltava 20 segundos para acabar o jogo, acho que faltou um pouco de coragem ao árbitro de marcar o pênalti“, finalizou.

Assista ao vídeo do lance:

Com a derrota, o Corinthians segue líder do Brasileirão, com 59 pontos, mas vê a diferença para os vices Palmeiras e Santos cair para seis pontos. O time a campo contra a Ponte Preta, no próximo domingo (29), às  17h (de Brasília), pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 2 X 1 CORINTHIANS

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 23 de outubro de 2017 (Segunda-feira)
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF)
Assistentes: Jose Reinaldo Nascimento Junior (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF)
Público: 7.566 pagantes
Cartões amarelos: Pimpão, Marcos Vinícius, Rodrigo Lindoso (Botafogo); Gabriel e Jô (Corinthians)
Gols:
BOTAFOGO: Brenner, aos sete. e Igor Rabello, aos 31 minutos do segundo tempo
CORINTHIANS: Jô, aos 15 minutos do segundo tempo.

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Arnaldo, Joel Carli, Igor Rabello e Víctor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, João Paulo e Marcos Vinícius (Valencia); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Brenner (Gilson)

Técnico: Jair Ventura

CORINTHIANS: Cássio, Fagner, Fabián Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel (Clayson), Maycon, Jadson (Romero), Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Kazim); Jô
Técnico: Fábio Carille