Bellucci retorna ao circuito no Uruguai de olho em vaga direta no Australian Open

Divulgação

Conforme antecipou o Torcedores.com, Thomaz Bellucci não desistiu da temporada 2017, mas, com o fim dos torneios ATP, terá que voltar a jogar Challengers para recuperar terreno no ranking mundial. Atual 107º da lista, o paulista foi confirmado no saibro de Montevidéu, na próxima semana.

Um título é primordial para que ele retorne ao grupo dos 100 melhores e garanta sua vaga para a chave principal do Australian Open, primeiro Grand Slam de 2018 e que começa em janeiro.

O Challenger de Montevidéu tem premiação de US$ 75.000 e dá 90 pontos ao campeão. Hoje, com essa pontuação, Bellucci retornaria ao top 90 da ATP. Vale lembrar que, após o torneio uruguaio, a gira pela América do Sul continua por Santiago, a partir do dia 13, e no Rio de Janeiro, no dia 20.

Bellucci não joga desde a estreia do US Open, em 30 de agosto, quando foi derrotado pelo alemão Dustin Brown. Na ocasião, o paulista sofreu uma ruptura do tendão de Aquiles e, desde então, tratou o problema. Nem a Copa Davis ele jogou por causa das dores.

Estar fora do grupo dos 100 melhores do planeta é novidade para Bellucci. Isso não acontecia desde maio de 2014, quando era 108º na época.

Você conhece os melhores sites de apostas do mercado? O OddsShark te indica!



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.