Celeste mundial! Uruguai vence Bolívia por 4 a 2 e vai à Copa 2018

Uruguai está na Copa do Mundo 2018! A Celeste jogou em casa e derrotou a Bolívia por 4 a 2 com gols de Cáceres, Cavani e Suárez duas vezes. Curiosamente, os dois gols da equipe visitante foram marcados pelos zagueiros uruguaios. Gastón Silva e Diego Godín contra deram emoção ao jogo e fizeram os gols bolivianos.

Nicolás Alejandro Bianchi Sica
Colaborador do Torcedores

CAVANI E SUÁREZ LIDERAM VIRADA CELESTE

Não é novidade que Suárez e Cavani são dois dos melhores atacantes do mundo. Não por acaso foram selecionados entre os trinta melhores jogadores do ano. Mas fazia alguns jogos que esta dupla que nasceu no distante Salto, a 450 km de Montevideo, e apareceu junta no Mundial Sub 20 de 2007 não tinha um bom rendimento. Hoje eles voltaram a ser figuras, e com eles, o ataque uruguaio a ser muito para a frágil zaga boliviana. Foram dois gols de Suárez, que ainda não está completamente recuperado da contusão no joelho, e mais um de Edinson Cavani, máximo artilheiro das Eliminatórias.

UM MEIO-CAMPO LEVE COM CARA DE FUTURO

Valverde, Vecino, Bentancur e De Arrascaeta fizeram seu primeiro jogo juntos no meio-campo uruguaio. Com uma média de idade de menos de 25 anos, os quatro fizeram um bom jogo, especialmente na saída de bola. Possivelmente enfrentando equipes mais fortes não seja essa a configuração do meio-campo Celeste, e Nandez e Cristian Rodriguez sejam titulares nas vagas de Bentancur e De Arrascaeta, mas todos os titulares de hoje devem estar na lista de convocados para a Copa do Mundo e darão a Tabárez mais opções para os jogos do Mundial.

BOLÍVIA ACABOU DE FORMA DIGNA AS ELIMINATÓRIAS

A equipe boliviana encerrou as Eliminatórias na vice lanterna, com apenas quatro vitórias. Mais uma vez, os bolivianos mostraram muita fragilidade defensiva, recebendo quatro gols e sofrendo a cada vez que o Uruguai atacava. Foram pelo menos três defesas importantes do goleiro Lampe e uma bola na trave de Cristian Rodríguez no final do jogo. Contudo, a equipe visitante mostrou bom toque de bola e gerou perigo à zaga uruguaia, que estava numa péssima noite. Foi um final digno de uma equipe que depende demais da altitude de La Paz para se destacar no continente.

FICHA TÉCNICA: URUGUAI 4×2 BOLÍVIA

Estádio: Centenario (Montevideo)

Árbitros: Ricardo Marques (Brasil). Assistentes: Rodrigo Figueiredo e Guilherme Dias Camilo (Brasil).

Gols: 23′ Gastón Silva (contra), 39′ Martín Cáceres (U), 41′ Edinson Cavani (U), 59′ e 75′ Luis Suárez (U), 78′ Diego Godín (contra).

Cartões Amarelos: 69′ Jordy Candia (B)

URUGUAI: Fernando Muslera; Martín Cáceres, José María Giménez, Diego Godín, Gastón Silva (76′ Maximiliano Pereira); Federico Valverde (59′ Cristian Rodríguez), Matías Vecino, Rodrigo Bentancur, Giorgian De Arrascaeta (76′ Nicolás Lodeiro); Luis Suárez, Edinson Cavani. Técnico: Oscar Tabárez.

BOLÍVIACarlos Lampe; Diego Bejarano, Gabriel Valverde, Ronald Raldes, Jordy Candia, José Sagredo; Christian Machado, Raúl Castro (65′ Leonel Justiniano), Jhasmanny Campos, Alejandro Chumacero (46′ Juan Carlos Arce); Marcelo Martins (68′ Gilbert Alvarez). Técnico: Mauricio Soria.