Futebol

Delegado irá analisar imagens de Clayson; TV flagra momento da confusão

Publicado às

Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Clayson

Após a confusão entre Botafogo x Corinthians, Clayson foi detido após policiais terem o acusado de serem agredidos pelo camisa 25. O atacante prestou depoimento e foi liberado. Em seguida o delegado do caso explicou a situação do jogador.

Logo na sequência do jogador dar sua versão do ocorrido, o delegado Vinicius Domingos comentou o fato e não cravou nada antes de primeiro analisar as imagens de Clayson junto aos policiais.

“O agente segurou o Clayson para que ele não se aproximasse do árbitro, que é o dever dele, e aí de pronto, em puro reflexo, parece que ele (Clayson) deu um tapa no braço dos policiais. Encaminhamos os policiais para fazer corpo de delito. Estou requisitando as imagens para poder analisar e depois que colhermos todas as informações, iremos encaminhar esse registro de ocorrência para o Juizado do Torcedor de Grandes Eventos para eles tomarem uma decisão final”, declarou o delegado.

VEJA O MOMENTO FLAGRADO PELO SPORTV DO DESENTENDIMENTO DE CLAYSON COM POLICIAL:

Domingos não descartou que Clayson possa retornar ao Rio de Janeiro caso fique provado que houve agressão. Mas o delegado já adiantou que seria um “delito corporal leve”.

“Pode ser que eles tenham que voltar para uma audiência com um juiz caso a gente prossiga com o entendimento de que houve um crime. Se entender ao final da investigação que não houve delito, que aquilo estaria dentro de um âmbito normal, isso vai morrer até antes de chegar na Justiça. Mas se chegar e se provado que houve excesso, ele responde a isso que seria um delito corporal leve”, explicou.

“Sabemos que os ânimos ali estavam exaltados, era uma partida de futebol, as pessoas acabam agitadas e ele (Clayson) relatou até que não tinha intenção de agredir o árbitro, tampouco os policiais. Então terminaremos de analisar as imagens e depois de todas as provas colhidas podemos tomar uma decisão quanto ao caso”, completou, onde afirmou que até esta terça pretende concluir a decisão do caso.

Vinicius Domingos ainda relatou que foram dois policiais que reclamaram de Clayson e lembrou que os agentes do GEPE não usam fardas.

“Ele nem sabia das condições dos policiais. Os policiais não trabalham com uma farda tradicional, eles usam uma camisa mais à vontade. Embora esteja escrito ‘polícia militar’. O que eles relatam (Corinthians) é que acreditavam aquele conjunto de árbitros, que quando termina o jogo se reúnem ali para saírem em conjunto”, disse.

LEIA MAIS
CLAYSON É DETIDO APÓS CONFUSÃO EM DERROTA DO CORINTHIANS; JOGADOR EXPLICA SITUAÇÃO
ARNALDO VÊ PÊNALTI DE IGOR RABELLO EM JÔ: “FALTOU CORAGEM AO ÁRBITRO PARA MARCAR”