Futebol

Dirigente do Corinthians banca título brasileiro e vê desespero de rivais: “Fatalmente vai ser campeão”

Publicado às

Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Foi repórter colaborador e hoje é líder da comunidade de colaboradores juniores, plenos e seniores no site Torcedores.com.

Crédito: Crédito da foto: Reprodução

Diretor de futebol do Corinthians, Flávio Adauto ainda vê o Timão em boas condições de ganhar o título do Campeonato Brasileiro em 2017, mesmo com a derrota por 2 a 1 para o Botafogo, nesta segunda-feira (23), no Nilton Santos, que fez a vantagem corintiana para os vice-líderes Palmeiras e Santos na classificação cair para seis pontos – 59 a 53.

“Vamos partir para ganhar o jogo da Ponte (Preta, próximo jogo dos Alvinegros, no Moisés Lucarelli), se não der, ganhamos o próximo. O Corinthians não vai perder a cabeça, está no caminho certo e fatalmente vai ser campeão”, bancou o dirigente em entrevista ao canal FOX Sports, crendo que a taça não escapará de Parque São Jorge.

Ainda de acordo com Adauto, os adversários estão desesperados torcendo por tropeços corintianos para se aproximarem. “É jogo a jogo, esquecemos os que passaram, vamos focar nos próximos. Esquecemos o que se passou, os jogadores sabem o seu potencial. Aqueles que torcem contra, vão continuar torcendo contra e vão terminar o ano desesperados.”

O diretor do Corinthians aproveitou e reclamou da arbitragem de Rodrigo Batista Raposo no Rio de Janeiro no revés para o Fogão. “Eu acho que é um árbitro caseiro, aquele árbitro que apita no grito, no barulho da torcida. Pouco temos falado de árbitro, temos respeitado, somos o clube que menos reclama. Um árbitro desse porte não me parece preparado. Ninguém sabia quem era. Fomos ver os jogos que ele apitou, apitou jogo de segunda, terceira, um ou outro na Série A. Um camarada entra num jogo desse, na Série A, não pode”, ponderou.

VEJA MAIS
CORINTHIANS SEGUE EM QUEDA NO BRASILEIRO JÁ O BOTAFOGO LIDERA O RETURNO