Futebol

Donizete Pantera completa 49 anos, confira sua carreira

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédiito: Reprodução Youtube

Osmar Donizete Cândido, mais conhecido como Donizete Pantera, nasceu na cidade mineira de Prados em 24 de outubro de 1968. Se destacou no Botafogo, no Vasco, no futebol mexicano e teve passagem pela seleção brasileira.

Início de Carreira

Donizete Pantera tinha como ponto fortes a velocidade e a finalização precisa. Ele Iniciou sua carreira profissional no Volta Redonda em 1987. Em 1988 foi contratado pelo time paulista do São José. No time paulista foi vice campeão paulista em 1989, eliminando o Corinthians na semi final e perdendo a final para o São Paulo (0 x 1 e 0 x 0). Foram 16 jogos e três gols marcados.

Após se destacar no Paulistão foi contratado pelo Botafogo. Foi no time da estrela solitária que conseguiu seu primeiro título, o campeonato carioca de 1990. Sua passagem pelo Glorioso durou pouco e em 1990 foi vendido para o UAG Tecos, do México.

 Universidad Autonoma Guadalajara Tecos

No clube mexicano ele se destacou e conseguiu ser campeão mexicano da temporada 1993-1994, o primeiro título nacional da história do clube.  O Pantera foi o autor do gol que deu o título para o Tecos.

Por ser muito lutador e veloz ganhou o apelido de Pantera Negra de um companheiro de equipe e a imprensa local adotou esse apelido.

A volta ao Botafogo

As suas boas atuações chamaram a atenção do seu antigo clube, o Botafogo,que o procurou e o contratou em 1995. Ele fez uma ótima dupla de ataque com Túlio Maravilha. Levando o título de campeão brasileiro nesse ano.

Nesse mesmo ano ganhou a Bola de Prata da Revista Placar de melhor atacante da competição.

A Seleção brasileira

Vivendo grande fase no Botafogo foi convocado pela primeira vez para a seleção em 1995. No total foram nove jogos e dois gols. Chegou a ser cogitado na Copa da França após o corte de Romário, mais Zagallo preferiu chamar o meio campista Émerson.

Na sua primeira partida pela seleção foi contra a Argentina no Monumental de Nuñes. E foi dele o gol que deu a vitória ao Brasil e que acabou com o jejum de 19 anos sem vitórias do país sobre a Argentina em Buenos Aires. Confira o gol:

Confira a relação de jogos e gols dele pela Seleção

  1. 08/11/1995       Argentina 0 x 1 Brasil        Estádio Monumental de Nuñes       Amistoso    1 gol
  2. 28/08/1996      Rússia 2 x 2 Brasil            Estádio Dinamo    Amistoso    1 gol
  3. 31/08/1996      Holanda 2 x 2 Brasil         Amsterdam Arena               Amistoso
  4. 16/10/1996      Brasil 3 x 1 Lituânia         Estádio Alberto Silva            Amistoso
  5. 02/04/1997      Brasil 4 x 0 Chile             Estádio mané Garrincha     Amistoso
  6. 30/04/1997      Brasil 4 x 0 México          Estádio Orange Bowl        Amistoso
  7. 13/08/1997     Japão 0 x 3 Brasil            Estádio Nagai                    Amistoso
  8. 09/10/1997     Brasil 2 x 0 Marrocos       Estádio Mangueirão           Amistoso
  9. 15/02/1998     Brasil 1 x 0 Jamaica        Estádio Coliseum Los Angeles        Copa Ouro

Rápida passagem pelo futebol japonês e português

Em 1996 saiu do Botafogo e foi se aventurar no futebol japonês, no Verdy Tóquio (na época Verdy Kawasaki). O time japonês pagou US$ 2,8 milhões pelo passe do atleta. No Japão foi campeão da Copa Kirin. Depois que saiu do time do sol nascente ele teve uma rápida passagem pelo Benfica.

Corinthians e Cruzeiro

Chegou no Corinthians em 1997 e ao lado do zagueiro Antônio Carlos e do seu velho companheiro de ataque Túlio Maravilha, foi uma das grandes contratações da parceria alvinegra com o Banco Excel.

Teve um grande primeiro semestre ganhado o título paulista mais o péssimo segundo semestre onde o time brigou para não cair. No total foram 52 jogos e 15 gols.

Seu grande jogo pelo Corinthians foi na goleada de 5 a 2 contra o Palmeiras pelo Paulistão de 1997, jogo esse que assinalou três gols.

 

Foi contratado pelo Cruzeiro para a disputa da Copa Intercontinental no Japão. Mais o time mineiro foi derrotado por 2 a 0 pelo Borussia Dortmund. Essa foi a única partida pelo time mineiro.

Vasco e o título da Libertadores

Chegou no Vasco no ano do centenário e foi peça importante na conquista da inédita conquista da Copa Libertadores. Ele marcou gols nas duas partidas da final. Fez uma grande dupla de ataque com Luizão.

Na disputa do Intercontinental no Japão foi derrotado novamente dessa vez para o Real Madrid, por 2 a 1.

Pelo Gigante da Colina ele foi também campeão Carioca e do Torneio Rio-São Paulo em 1999.

Confira o golaço do Pantera no primeiro jogo da final da Libertadores de 1998:

O fim de Carreira

Voltou ao futebol mexicano em 2000 para jogar no Tigres. Passou pelo Botafogo (2000-2001), Palmeiras (2001-2002), Tecos-MEX (2002 e 2004-2005), Vasco (2003), Guaratinguetá (2004), chegou a encerrar a carreira no Macaé em 2005. Mais em 2006 aceitou jogar algumas partidas pelo Londrina, encerrando definitivamente a carreira.

Em 2016 aos 47 anos aceitou o convite para a disputa do Campeonato Capixaba pelo Sport. Disputou apenas uma partida e no fim do campeonato o clube foi rebaixado.

Depois do Futebol

Após pendurar as chuteiras resolveu investir na carreira de técnico e dirigente de futebol. Trabalhou também no agenciamento de jogadores.

Quanta diferença: Há 10 anos Corinthians lutava para não cair