Vôlei

Duelo Cruzeiro X Campinas em Manaus, terá início da venda de ingressos no próximo dia 3

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto:Sada/Cruzeiro/Divulgação

Após receber jogos das seleções brasileiras de vôlei masculino e feminina, além de confrontos das superliga feminina, Manaus prepara-se para fechar o ano em grande estilo. Pela primeira vez, a capital amazonense irá sediar uma partida da superliga masculina de vôlei.

Sada/Cruzeiro e Vôlei Renata/ Campinas se enfrentam no Ginásio Poliesportivo do Amazonas, pela nona rodada do torneio. O evento, que terá início às 19h(de Manaus), é uma realização da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), em conjunto com a Federação Amazonense de Voleibol (FAV).

A venda dos ingressos, terá início no dia 3 de novembro, no local do jogo. A bilheteria funcionará de segunda a sábado, das 9h às 18h, sendo disponibilizados 10 mil bilhetes para a população.

O valor do ingresso, será único, ao custo de R$45, para os dois setores: arquibancadas inferior e superior. O valor para os beneficiários de meia-entrada(idosos, terceira idade, estudantes e PCDs), além para quem levar 1 kg de alimento não perecível. O bilhete não terá assento marcado.

A Federação Amazonense de Voleibol está muito feliz por esta conquista, será um jogo inédito da Superliga na nossa Capital e isso traz muito prestígio para nossa população e para o esporte em geral. Mostramos, através da Superliga Feminina, como gostamos desta modalidade, o quanto nos fazemos presentes nas partidas e, em contrapartida, a CBV vem estreitando cada vez mais parcerias e temos muita coisa ainda sendo negociada. Tenho certeza que tanto o time paulista quanto o mineiro vão dar um show e que o público vai abraçar mais este evento dos gigantes do vôlei. Além disso, temos um ponto super positivo, que é ter o atual campeão em nossa terra”, destacou o presidente da FAV, Tadeu Picanço, referindo-se ao Cruzeiro.

O Ginásio recebeu em 2016, a partida entre São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) x Dentil/Praia Clube (MG); no mês de janeiro de 2017 foi a vez do público assistir São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) x Vôlei Nestlé (Osasco/SP), e em fevereiro o ginásio recebeu São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) x Rexona-Sesc (RJ), todos pela Superliga Feminina. Pelo amistoso internacional, a seleção brasileira feminina enfrentou a República Dominicana em maio deste ano e no mês de agosto jogou na capital Brasil x EUA, pelo time masculino.

As equipes

Detentor de cinco títulos da Superliga (2011/12, 2013/14, 2014/15 e 2015/16, 2016/2017), o Sada Cruzeiro é um dos times mais conhecidos da competição e coleciona fãs em todo País. Para a temporada, a equipe chega mais uma vez como um dos favoritos da competição nacional. Sob o comando do técnico Marcelo Mendez, que está no time pela oitava temporada seguida, o time ainda conta com o campeão olímpico Evandro (oposto) e o central cubano Simon.

O elenco do time paulista, contudo , também não deixa a desejar. Com cinco contratações e três renovações para a temporada, a equipe vai contar com o reforço de Leandro Vissotto, campeão mundial com a Seleção Brasileira, em 2010, e medalha de prata nos Jogos Olímpicos Londres 2012. Com 2,12m e currículo carregado de títulos, o oposto volta ao Brasil depois de temporada defendendo o Gi Group Monza, da Itália. Os campineiros ainda terão ainda três remanescentes: o ponteiro Diogo, o central Vini e o levantador Rodriguinho. Horácio Dileo segue como treinador.

Superliga Masculina

A temporada 2017/2018 da Superliga Masculina de Vôlei iniciou dia 14 de outubro e conta com 12 clubes participantes, sendo eles: Sada Cruzeiro (MG), EMS Taubaté Funvic (SP), Sesi-SP, Minas Tênis Clube (MG), JF Vôlei (MG), Caramuru/Castro (PR), Montes Claros Vôlei (MG), Vôlei Renata(SP), Vôlei Canoas (RS), Copel Telecom Maringá (PR), e os estreantes na competição Sesc-RS e Corinthians-Guarulhos (SP).