Futebol

Evair torce por efetivação de Valentim e vê o Palmeiras na briga pelo título: “O momento diz isso”

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Cesar Greco/ Ag.Palmeiras

Evair, ex-atacante do Palmeiras na década de 90, marcou presença em um evento com torcedores do Verdão em um shopping na região do Grande ABC, em São Paulo, para lançar sua biografia – “Evair – O Matador”, e falou com exclusividade para o Torcedores.com.

Para o ex-jogador, o Palmeiras entrou de vez na busca pelo bicampeonato brasileiro após a sequência de três vitórias consecutivas, somada aos tropeços do Corinthians, mas ele fez questão de alertar que os adversários não eram de alto nível – lembrando que o Grêmio jogou com o time reserva.

Foto: Danielle Barbosa/Torcedores.com

“No início eu achava que não. Depois que o Corinthians abriu muitos pontos na frente, eu achava que não dava mais tempo, mas eles estão tropeçando bastante e o Palmeiras engatou uma sequência de três vitórias. Está certo que era para times de menores. A Ponte Preta está brigando lá embaixo, o Atlético-GO já caiu, o Grêmio estava com time reserva… agora pega o Cruzeiro, que é uma equipe mais estruturada. É um bom teste para o Palmeiras ver se quer mesmo ser campeão. E o Corinthians joga fora, contra a Ponte Preta, que precisa vencer também. Então eu acredito quem tem essa possibilidade sim (de sonhar com o título), o momento diz isso”, analisou Evair.

Questionado sobre a mudança de postura do time com a saída do técnico Cuca, Evair acredita que o time está jogando um futebol mais alegre, e destacou as atuações de Keno. “É difícil responder essa pergunta porque a gente não vive lá dentro do ambiente, a gente só pode responder de acordo com os resultados, e os resultados mostram, realmente, que houve uma mudança”, disse.

Foto: Danielle Barbosa/Torcedores.com

“A gente imagina, aqui do lado de fora, que o relacionamento tenha mudado, que existe uma maior atenção dos jogadores, que eles, aparentemente estão querendo mais… talvez até queriam com o Cuca, mas alguma coisa os impediam de ir à frente, a gente não sabe. Agora é notório que o Palmeiras mudou sua postura e que tem uma possibilidade muito grande (de título). Agora o time joga um futebol alegre, os jogadores que não estavam sendo aproveitado, como é o caso do Keno, que entrava e saia e há muito tempo vem jogando bem, o próprio Borja, com mais confiança… isso representa bastante”, completou Evair.

Para o “matador”, a diretoria do Palmeiras agora tem que ouvir os pedidos da torcida e dos jogadores e bancar a efetivação de Alberto Valentim para 2018. ”Se você me perguntasse se eu achava que o Cuca tinha que continuar, eu diria que sim. E sou sempre a favor da continuidade, e o Valentim é o momento agora. É o momento dele agora.”