F1: Hamilton lidera TL2 e fecha a sexta-feira na frente em Austin

Publicado às

Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Foto: Getty Images

Lewis Hamilton fechou a sexta-feira (20) de treinos livres para o Grande Prêmio dos Estados Unidos de Fórmula 1 com o melhor tempo. O líder do campeonato, que já tinha liderado o primeiro treino do dia no Circuito das Américas, em Austin, dominou também a segunda sessão do dia, ao marcar 1min34s668 com os pneus ultramacios.

A segunda colocação ficou com Max Verstappen, piloto da Red Bull que ficou a 0s397 do tempo do piloto da Mercedes. Sebastian Vettel colocou a Ferrari na terceira colocação da folha de tempos, e foi seguido por Valtteri Bottas, companheiro de Hamilton. O grupo dos cinco melhores foi completado por Daniel Ricciardo, com a outra Red Bull.

Kimi Räikkönen apareceu na sexta posição com a Ferrari, enquanto Fernando Alonso, que não anotou tempo no TL1, levou a McLaren ao sétimo posto. Felipe Massa teve outro bom desempenho e fechou a atividade com o oitavo tempo com a Williams, enquanto a dupla da Force India completou o top-10, com Sergio Pérez à frente de Esteban Ocon.

A programação do Grande Prêmio dos Estados Unidos de Fórmula 1 segue neste sábado (21), com a realização do terceiro treino livre, marcado para 14h, pelo horário brasileiro de verão.

Confira como foi o segundo treino livre em Austin

A segunda sessão de treinos livres no Circuito das Américas começou com a temperatura ambiente e de pista mais alta em relação ao primeiro treino livre, e os pilotos partiram rapidamente para a pista, especialmente Fernando Alonso, que teve problemas com a McLaren na primeira sessão, e Daniil Kvyat, que cedeu sua Toro Rosso a Sean Gelael no TL1.

O russo foi o primeiro a marcar volta rápida na atividade, com 1min39s733, sendo rapidamente superado por Alonso. Pouco depois, Kevin Magnussen escapou com a Haas no terceiro setor, enquanto Esteban Ocon tomou a liderança da atividade com 1min37s509 com a Force India, em marca que foi batida por Valtteri Bottas na sequência, com 1min36s976.

Os tempos seguiam caindo rapidamente, e Kimi Räikkönen tomou a ponta da sessão, sendo superado na sequência pelos pilotos da Red Bull, primeiro por Daniel Ricciardo, e depois por Max Verstappen, que usada os pneus macios. Em sua primeira tentativa de volta rápida, Lewis Hamilton deu uma escapada da pista, enquanto Ricciardo cravou 1min36s116, com os supermacios.

Sebastian Vettel partiu para uma volta rápida, mas também rodou na curva 19, a penúltima do traçado americano. O alemão utilizava pneus macios em sua Ferrari. Pouco depois, foi a vez de Felipe Massa sair para a pista com os pneus amarelos, marcando 1min38s340. Na abertura da segunda meia hora, Bottas tornou a pontear a sessão, agora com 1min35s596.

Hamilton voltou à pista com os pneus ultramacios e destroçou o tempo de Bottas, marcando 1min34s668, melhor tempo extra-oficial do Circuito das Américas. Massa retornou à pista e marcou o quinto tempo, enquanto Alonso avançou para o quarto lugar com sua McLaren. Após a escapada da pista, Vettel foi outro que voltou à pista e marcou o terceiro tempo.

Na abertura da metade final da sessão, Verstappen reduziu a vantagem de Hamilton para 0s397, e assumiu o segundo lugar na folha de tempos. Pouco depois, foram abertas as simulações de corrida em Austin, e os tempos pararam de cair. A exceção era a Renault, que viu Carlos Sainz e Nico Hülkenberg baixarem seus tempos.

A sessão seguiu para o final sem que os tempos baixassem. Melhor para Hamilton, que terminou com o melhor tempo em Austin, seguido por Verstappen e Vettel.

Foto: Getty Images