Prass diz estar conversando sobre renovação e quer encerrar a carreira no Palmeiras

Fernando Prass foi o convidado no programa ‘Placar Ao Vivo’, da Revista Placar, e um dos assuntos tratados na entrevista foi a sua renovação de contrato com o Palmeiras. Com o vínculo se encerrando no fim deste ano, o goleiro do Verdão destaca que está conversando sobre a sua situação, mas confia na palavra do presidente Maurício Galiotte. 

Dennys Carvalho
Dennys Carvalho é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdade Integradas Alcântara Machado) e apaixonado por esportes. Já trabalhou na Rádio Escuta/Produção da REDETV!, operador de TV de uma empresa de monitoramento de mídia e Pós-Graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte.

Crédito: Foto: Reprodução

Prass destacou que a parte financeira não vai determinar se ele fica ou não no Palmeiras, mas diz que quer reconhecido no clube e confia muito na palavra do presidente, que inclusive, já garantiu a renovação do jogador por mais um ano:

– Estamos discutindo a renovação e muita gente fala besteira né, cara. Falaram que eu ganhava não sei quanto, que eu tinha pedido não sei quantos anos de contrato e… quem me conhece, que tá conversando comigo e lida comigo no dia-a-dia sabe que a última coisa que eu vou ver para ficar no Palmeiras é a parte financeira. Óbvio que é a minha profissão, eu quero ser reconhecido, mas de maneira nenhuma isso vai determinar se eu vou ficar ou não.

– Eu confio muito no presidente (Maurício Galiotte) né? eu conheço o presidente desde 2013, quando eles entraram na chapa do Paulo Nobre e o Maurício era vice e ele deu uma entrevista dizendo que estava tudo certo, a princípio mais um ano de contrato, então… se o presidente falou, que é autoridade máxima do clube, quem sou eu para discordar.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

Além da renovação, outro desejo do Fernando Prass é encerrar a carreira no Palmeiras. O ídolo do clube destaca que ainda pode jogar mais alguns anos defendendo o gol alviverde:

– Eu acho que jogo mais uns 2 ou 3 anos, tranquilamente. A minha ideia é encerrar no Palmeiras, mas hoje se eu saísse do Palmeiras, eu provavelmente iria jogar em algum clube que eu tenho uma ligação, dificilmente iria para outro clube que não tivesse. Iria pro Vasco ou pro Coxa, Vila Nova, Grêmio… por aí.

LEIA MAIS:
TORCEDOR DO GRÊMIO NA INFÂNCIA, PRASS DESTACA O SEU AMOR PELO PALMEIRAS