Extra-campo

Futebol impulsiona lesões de joelho entre adolescentes

Publicado às

Colaborador do Torcedores

lesões de joelho

Crédito: Getty Images

Quem nunca se lesionou jogando futebol levante a mão! Poucos, acredito. A verdade é que as lesões estão sempre em volta daqueles que praticam qualquer atividade física, principalmente as de grande impacto e contato físico, como o futebol. Dentre elas, as lesões de joelho são as que mais acontecem, principalmente entre adolescentes.

Uma pesquisa do Instituto do Joelho HCor, feito entre junho de 2016 e agosto de 2017, revela que 44% dos pacientes, com idade entre 13 e 17 anos, foram submetidos à cirurgia de reconstrução de ligamentos. O estudo foi feito com base em 27 cirurgias realizadas no período, no qual a maior decorrência foi a reconstrução do Ligamento Cruzado Anterior (LCA).

“As lesões de ligamento cruzado anterior são mais comuns por conta do vigor do futebol. Durante a partida, atividades como correr, pular e girar o corpo, por exemplo, exigem muito dos joelhos que podem não aguentar um esforço demasiado”, comenta Dr. Rene Abdalla, diretor médico do Instituto do Joelho HCor.

O levantamento apontou também que, além das lesões de joelho, o segundo tipo de cirurgia mais realizada, com 22% dos procedimentos, foi para correção de luxação patelar, quando a patela se desloca de sua posição anatômica normal. As lesões de menisco representam 15% das cirurgias e 19% são outros procedimentos diversos.

“Na luxação patelar nem sempre os casos são cirúrgicos, mas existem casos mais críticos em que é necessário reconstruir os ligamentos, assim como nos meniscos que devem ser sempre preservados por meio de sutura”, completa o especialista.

LEIA MAIS
Lesão no joelho tira goleiro do Vasco de ação por tempo indeterminado