Marketing Esportivo

Grêmio lidera ranking de licenciamento de marcas no futebol brasileiro

Publicado às

Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Reprodução

O bom momento do Grêmio não se restringe apenas dentro de campo. Fora dele, o clube também tem a comemorar. Segundo estudo de Amir Somoggi, consultor de marketing e gestão esportiva, o Tricolor Gaúcho é o clube brasileiro que teve maior receita com licenciamentos em 2016. Foram gerados R$ 16,1 milhões.

São Paulo, com R$ 13,7 milhões, Flamengo, com R$ 12,9 milhões e Corinthians, com R$ 8,9 milhões, vêm logo na sequência.

Amir Somoggi/Marketing e gestão esportiva

Somoggi constatou um dado preocupante no estudo. Em 2016, os clubes brasileiros apresentaram o pior resultado de toda a série histórica (veja o gráfico abaixo). Depois do melhor momento em 2012, os números só caíram.

Amir Somoggi/Marketing e Gestão Esportiva

O consultor destaca que a presença de clubes europeus no mercado brasileiro acaba complicando ainda mais o cenário do país.

O mercado global de licenciamento de marca no esporte movimenta mais de R$ 70 bilhões por ano. Há clubes europeus que já superam R$ 300 milhões por ano com licenciamentos.

Os clubes brasileiros em 2016 faturaram com licenciamentos apenas R$ 90 milhões, ou 0,1% do volume global.

VEJA TAMBÉM:

Imprensa internacional exalta defesa de Marcelo Grohe: “mão de Deus” 

Gremista, apresentador da Globo relembra quando usou o hino do clube em entrada ao vivo