Futebol

Libertadores: Grêmio destrói o Barcelona e abre caminho para uma final gigante com o River Plate

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Luan, do Grêmio, na semifinal contra o Barcelona em Guayaquil

Foto: Luan, do Grêmio, na semifinal contra o Barcelona em Guayaquil

Crédito: Foto: Grêmio/site oficial

Está pintando uma final de Copa Libertadores digna da rica tradição da maior competição do futebol sul-americano. Os jogos de ida das semifinais, disputados neste meio de semana, esboçaram um confronto de proporções monumentais, entre duas das equipes mais fortes da história do torneio. O River Plate ainda terá de encarar uma pedreira para despachar de vez o Lanús, mas o Grêmio já pode começar a pensar na decisão, pois apenas uma catástrofe será capaz de impedir que o clube gaúcho decida o título.

Depois de assistir à queda de dois outros brasileiros nos confrontos de mata-mata com o Barcelona de Guayaquil, o Grêmio estava mais do que atento para não repetir os fiascos de Palmeiras e Santos diante da boa equipe equatoriana. Mas nem mesmo o mais fanático dos gremistas – e há muitos deles por aí – seria capaz de imaginar uma partida tão perfeita no jogo de ida das semis, na noite de quarta, no Estádio Monumental. O Grêmio simplesmente trucidou o Barcelona, com Luan justificando todo o cuidado do técnico Renato Gaúcho para colocar o jovem craque em forma para a partida no Equador.

O atacante, que por pouco não foi negociado com o futebol europeu no meio do ano, logo deixou claro que estava recuperado da contusão que ameaçou tirá-lo das semis. Ele abriu o placar logo aos 7 minutos de jogo, esfriando a empolgação da torcida local. Edílson, de falta, ampliou aos 20. No início da etapa final, Luan voltou a marcar, sacramentando a vitória tricolor por 3×0 e praticamente eliminando o Barcelona, que agora precisa de um triunfo mais do que improvável, por quatro gols de diferença, em plena Arena do Grêmio. Convenhamos: seria um milagre maior até do que a Batalha dos Aflitos.

Dez anos depois, uma nova final
O show de Luan premiou a torcida gremista e também quem colocou suas fichas no clube brasileiro, que não contava com o favoritismo nas projeções das casas de apostas esportivas. De acordo com o site Oddsshark.com, a vitória gremista em Guayaquil deu um excelente retorno, de R$ 3,20 a cada R$ 1,00 aplicado (um triunfo do Barcelona pagaria R$ 2,44/R$ 1,00). Mesmo sem precisar vencer de novo, o Grêmio tem tudo para repetir a dose em Porto Alegre na semana que vem. Se confirmar a classificação, o Tricolor recolocará o Brasil na decisão da Libertadores depois de três anos de ausência, período em que dois argentinos (San Lorenzo e River) e um colombiano (Atlético Nacional) faturaram os títulos continentais.

Antes disso, o Brasil vinha de quatro conquistas consecutivas entre 2010 e 2013, com Internacional, Santos, Corinthians e Atlético-MG. O Grêmio, porém, persegue seu terceiro título da Libertadores há mais de duas décadas (a última conquista veio em 1995). Sua última participação numa final foi decepcionante: há dez anos, com Mano Menezes como técnico e Diego Souza e Lucas como destaques, a equipe gaúcha acabou sendo atropelada pelo Boca Juniors de Banega, Palacio, Palermo e principalmente Riquelme, que comandou as duas vitórias argentinas e construiu um placar agregado de 5×0. Renato e seus comandados estão prontos para escrever uma nova página dessa história – desta vez, com final feliz.

River vence, mas Lanús segue vivo
Se o Grêmio está com um pé e mais alguns dedos na decisão, o River deu um primeiro passo, mas ainda terá de suar bastante para se garantir. Isso porque seu oponente, o Lanús, promete vender caro a eliminação no próximo jogo, em casa. Na ida, na noite de terça, numa partida marcada mais pela guerra tática e entrega total do que pela qualidade técnica, o River fez a lição de casa vencendo pelo placar mínimo, gol do implacável artilheiro Scocco, no segundo tempo. Diante de uma torcida enlouquecida, que transformou o mítico Estádio Monumental num caldeirão, o time do técnico Marcelo Gallardo mostrou mais uma vez que tem cara de campeão.

Ao contrário do Grêmio, o River era o claro favorito a vencer o primeiro jogo, já que contava com o apoio incessante de seu torcedor no maior estádio argentino. Segundo o Oddsshark.com, a vitória dos “Millonarios” proporcionou um retorno seguro, de R$ 1,69 a cada R$ 1,00 investido (um triunfo do Lanús como visitante devolveria R$ 5,40/R$ 1,00). Na volta, o Lanús precisa vencer por dois ou mais gols de diferença. Empate ou nova vitória do River assegura Gallardo e sua equipe em mais uma decisão. Vitória do Lanús por 1×0 leva a decisão para a marca da cal, e qualquer outro triunfo por um gol de diferença, mas com gol marcado pelo River, dá a vaga ao visitante.

Confira os jogos de volta das semifinais da Copa Libertadores 2017:

31/10 – 22:15 – Lanús x River Plate (La Fortaleza, em Lanús) – Palpite: Empate
1/11 – 21:45 – Grêmio x Barcelona (Arena do Grêmio, Porto Alegre) – Palpite: Grêmio

Aproveite e confira outros odds no Torcedores.