Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Com final espetacular, Minnesota Lynx vence jogo 5 e conquista seu quarto título da WNBA

E a história da última temporada parecia se repetir. De um lado, Los Angeles Sparks, atual campeã da liga profissional de basquete feminino dos Estados Unidos, a WNBA; do outro, Minnesota Lynx. Ambas vindo de uma série empatada, buscando o quarto título e anotando durante os quatro jogos 297 pontos (Lynx 298, só para ser exata)

Melissa Gervásio
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto/Reprodução: Twitter Minnesota Lynx

EA SPORTS CONFIRMA BASQUETE FEMININO NO GAME; ASSISTA

Na noite desta quarta-feira, 04, o jogo 5 foi decidido na Williams Arena em Minneapolis, com minutos finais de tirarem o fôlego.

As Lynx bateram as Sparks por 85 a 76, conquistando o seu quarto título em sete temporadas e se igualando ao maior vencedor da história da Liga, o Houston Comets


.Sylvia Fowles, MVP! MVP!

Além de ter sido eleita MVP (jogadora mais valiosa) da temporada regular, a pivô Sylvia Fowles, 31, recebeu também a honraria de MVP das finais. Fowles alcançou duplos-duplos em todos os cinco jogos da série, anotando 17 pontos e 20 rebotes. A pivô registrou também três tocos e quatro assistências!

 

Maya Moore também deixou seu registro na vitória do Minnesota Lynx, com 18 pontos e 10 rebotes. Lindsay Whalen marcou 17 pontos e oito assistências, Seimone Ausgustus 14 e Rebekkah Brunson 13 pontos.

Pelo lado das Sparks, Candace Parker, MVP das finais da última temporada, anotou 19 pontos, 15 rebotes, cinco assistências e quatro tocos.

 

JOGO 5

Nos primeiros minutos do primeiro quarto as Lynx já lideravam o placar por 7 a 0, deixando claro que de modo algum queriam repetir o feito da última temporada: Levar uma bola decisiva aos  3s1 do fim quando venciam as Sparks por 76 a 75.

Mesmo liderando desde o começo, foi difícil abrir uma grande vantagem sobre as Sparks. No terceiro quarto, as Lynx chegaram a abrir 47 a 35, mas a equipe da Califórnia mostrou estar no jogo e diminuíram a vantagem.

No último quarto o Minnesota Lynx ainda liderava, 75 a 67, mas o Los Angeles Sparks, mesmo sofrendo com a saída de Nneka Ogwumike por seis faltas, correram atrás do placar e conseguiram chegar a 76 x 79. Mas aí apareceu a camisa 23 do Lynx, Maya Moore, anotando um lance decisivo e levantando toda a Williams Arena.