Futebol

MLS fecha temporada regular com rodada emocionante e recorde de público; confira duelos dos playoffs

Publicado às

Colaborador do Torcedores

O estádio do Atlanta United, palco do recorde de público da MLS

Foto: O estádio do Atlanta United, palco do recorde de público da MLS

Crédito: Foto: Atlanta United/Facebook oficial

O Decision Day (“dia da decisão”) não desapontou os fãs do soccer. A última rodada da temporada regular da Major League Soccer (MLS) foi marcada por confrontos emocionantes, que decidiram os cruzamentos dos playoffs, e pelo recorde de público numa partida da liga. Entre todos os onze jogos disputados no domingo (todos simultaneamente, para evitar que qualquer um dos times fosse beneficiado), poucos decepcionaram, já que a maioria valia alguma coisa ­– desde vaga na próxima fase até um lugar garantido na segunda rodada dos playoffs.

A melhor equipe da temporada regular da MLS, o Toronto FC, fechou sua campanha em alta. Já garantida no topo da Conferência Leste, a agremiação canadense visitou o Atlanta United, do técnico Gerardo Martino, que brigava para melhorar sua posição entre os classificados aos playoffs (o que colocaria em seu caminho uma equipe mais fraca no cruzamento).

Foi um jogaço: 2×2, resultado que colocou o Atlanta em quarto lugar no Leste e garantiu ao Toronto o recorde de pontos obtidos na temporada regular desde o início da liga (69). Com 71.874 pessoas no novíssimo Mercedes-Benz Stadium, o jogo também entra para a história: foi o maior público de uma partida de MLS. Em sua primeira temporada na liga, o Atlanta atraiu um total de 800.000 torcedores na temporada regular.

Oeste tem mudança no topo
No outro extremo do território americano, a liderança da Conferência Oeste da MLS foi decidida num confronto direto entre Portland Timbers e Vancouver Whitecaps, que estava na liderança. O Portland venceu por 2×1 e tomou o primeiro posto, que garante vaga direto na segunda fase dos playoffs. Para piorar a situação da equipe canadense, o Seattle Sounders enfiou 3×0 no já eliminado Colorado Rapids (com dois gols de Lodeiro, ex-Botafogo, Corinthians e Boca Juniors) e também ultrapassou o Vancouver na tabela, ficando com a segunda vaga direta para a segunda fase dos playoffs.

O Oeste tinha também a última vaga em aberto nos playoffs (as demais equipes já estavam classificadas, mas faltava decidir as colocações finais para definição dos cruzamentos). O San Jose Earthquakes acabou se classificando ao derrotar o Minnesota United, já eliminado, em casa, por 3×2. A equipe da Califórnia ficou empatada em pontos (46) com o FC Dallas, que goleou o LA Galaxy por 5×1, mas levou a melhor por ter conseguido mais vitórias na temporada regular (13 contra 11).

Outra goleada da rodada foi a do Philadelphia Union, de Ilsinho, sobre o Orlando City, já sem Kaká: 6×1. Ambas as equipes já estavam eliminadas. No final, se garantiram nos playoffs no Oeste, pela ordem de classificação: Portland, Seattle, Vancouver, Houston Dynamo, Sporting Kansas City e San Jose. No lado Leste, avançaram, também pela ordem: Toronto, New York City FC, Chicago Fire, Atlanta, Columbus Crew e New York Red Bulls.

Agora é matar ou morrer
Os playoffs da MLS começam já no meio de semana, com quatro partidas, duas em cada conferência. A decisão é em jogo único: quem ganhar avança, quem perder se despede do campeonato. Os dois melhores do Leste e os dois melhores do Oeste estão de folga e ficam à espera dos vencedores dessa primeira rodada de partidas eliminatórias. Os quatro clubes mandantes figuram como favoritos nas projeções das casas de apostas esportivas.

De acordo com o site Oddsshark.com, o maior favoritismo é do Vancouver Whitecaps, que pega o San José Earthquakes no início da madrugada de quinta-feira (26). O time canadense passou boa parte da temporada regular no topo de sua conferência e recebe uma equipe que só se garantiu nos playoffs no último jogo. Vitória do Vancouver paga R$ 1,89 a cada R$ 1,00 aplicado, enquanto um empate devolve R$ 3,36/R$ 1,00. Um triunfo do San Jose pode quadruplicar o investimento de quem acreditar nos californianos, devolvendo R$ 4,10/R$ 1,00.

Outra boa opção é colocar suas fichas no embalado Atlanta United, que deverá voltar a ser empurrado por um estádio lotado – possivelmente com nova quebra de recorde de público no Mercedez-Benz Stadium. Segundo o Oddsshark.com, vitória do time de Tata Martino paga R$ 2,28 a cada R$ 1,00 investido. Empate retorna R$ 3,39/R$ 1,00 e vitória do Columbus Crew (do volante brasileiro Artur, emprestado pelo São Paulo) paga R$ 2,26/R$ 1,00. Chicago Fire (R$ 2,21/R$ 1,00) e Houston Dynamo (R$ 2,43/R$ 1,00) são os outros favoritos do meio de semana.

Confira os jogos da primeira fase dos playoffs da MLS:

25/10 – 22:30 – Chicago Fire (R$ 2,21) x New York Red Bulls (R$ 3,18); empate (R$ 3,32) – Palpite: Chicago
26/10 – 0:30 – Vancouver Whitecaps (R$ 1,89) x San Jose Earthquakes (R$ 4,10); empate (R$ 3,36) – Palpite: Vancouver
26/10 – 21:00 – Atlanta United (R$ 2,28) x Columbus Crew (R$ 2,96); empate (R$ 3,39) – Palpite: Atlanta
26/10 – 23:30 – Houston Dynamo (R$ 2,43) x Sporting Kansas City (R$ 2,75); empate (R$ 3,33) – Palpite: Kansas City

Aproveite e confira outros odds no Torcedores.