“Não sei o que é isso”, brinca Renato Gaúcho sobre o aplicativo WhatsApp

Acredite: existem pessoas que não possuem o WhatsApp instalado no celular. Acredite ainda mais: Renato Gaúcho é uma delas. O técnico do Grêmio garante que não é adepto às novas tecnologias e que o seu telefone só “liga e recebe”. Ele voltou a brincar sobre o tema na chegada da delegação gremista à Arena, neste domingo, antes do duelo contra o Fluminense, pelo Brasileirão.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.
Renato Gaúcho

Crédito: Foto: Reprodução/Grêmio TV

Enquanto os repórteres anunciavam a chegada do Grêmio – e brincavam sobre a recente declaração que o técnico deu ao programa Saia de Redação, da Rádio Gaúcha -, Renato escutou algum jornalista se referindo ao aplicativo de mensagens instantâneas. E devolveu, na hora: “Nem sei o que é isso”.

Renato foi o primeiro entrevistado do quadro Saia de Redação, na semana passada, e surpreendeu as jornalistas ao garantir que não tinha o WhatsApp no celular. “Não tenho, não. Juro para vocês. Meu celular é antigo e bem pequeno. Liga e recebe, e tá de bom tamanho”, brincou.

Curiosamente, o WhatsApp é uma ferramente tão utilizada hoje em dia que até treinadores de futebol têm feito uso para qualificar o trabalho. O próprio técnico Tite, da seleção brasileira, envia vídeos para os jogadores através do aplicativo – até para compensar a falta de tempo de treinamento na seleção.

Um outro episódio divertido envolvendo o Whatsapp e o futebol ocorreu recentemente em uma entrevista coletiva de Cuca, técnico do Palmeiras. Aos risos – e para gargalhadas gerais dos jornalistas -, o treinador admitiu que já havia se enganado ao mandar vídeos e que também já caiu no famoso “gemidão”.

Renato Gaúcho, que já completou um ano de trabalho no Grêmio, segue percorrendo os dois objetivos restantes para o clube na temporada de 2017: o Brasileirão e a Libertadores. Por esta última, o tricolor começa a semifinal no próximo dia 25, fora de casa, contra o Barcelona, do Equador. Mas se alguém quiser falar com Renato sobre esse jogo… é melhor ligar.

LEIA MAIS:

D’Ale não vê acesso garantido, e desabafa sobre o que viu no retorno ao clube: “Estava feio”

Clima esquenta no Twitter entre narrador e jornalista gaúcho: “Guri safado”