Futebol

Presidente do Flu diz ter negociações com empresa de porte mundial para patrocínio master

Publicado às

Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com

Fluminense

Crédito: Foto: Mailson Santana/Fluminense F.C./Divulgação

De olho em 2018, o presidente Pedro Abad garantiu ter conversas avançadas com uma empresa de porte mundial para patrocínio master no Fluminense. Em entrevista ao programa Bola da Vez do canal ESPN, o dirigente falou sobre as dificuldades impostas pelo ano de crise no país e explicou porque o clube não quis fechar com a Caixa Econômica Federal.

“Tem muitas questões. Em primeiro lugar, quando pegamos times da mesma grandeza. São 15 na Série A. O São Paulo é um que tem um patrocínio mais longevo de uma entidade particular. O Palmeiras é uma parceria parecida com a que o Fluminense teve com a Unimed. A Caixa Econômica balizou o valor de patrocínio no país. A crise de fato aumentou. Para ligar a marca Fluminense, vai ligar a uma empresa de um porte maior, que vai fazer um investimento relevante. Agora nesse momento temos mais opções à mesa do que tínhamos em janeiro. No início do ano fizemos uma análise da proposta da Caixa e as contrapartidas eram enormes. O desembolso era de uma forma ruim. Analisamos naquele momento que os custos das contrapartidas, a forma de pagamento, era mais interessante ir ao mercado. Reforçamos o nosso pessoal. Acho que temos mais opções. As empresas normalmente fecham seu planejamento em outubro, novembro… Em janeiro já está fechado. Isso dificultou. Estamos trabalhando para ter no ano que vem. Estamos trabalhando mais do que antes. Fizemos parceiros de menor valor, mas nossa camisa tem marcas vários parceiros. Estamos conversando tendo parcerias com empresas de porte mundial. Não sabemos onde vai terminar, mas está caminhando”, disse.

Outro assunto comentado pelo presidente foi a relação do Fluminense com o Flamengo, o presidente explicou que o clube tricolor tem um bom relacionamento com o Eduardo Bandeira de Mello. Pedro Abad reiterou a possibilidade de concorrer em uma nova licitação pelo Maracanã junto com o clube Rubro-Negro.

“Conversamos bem com o Flamengo em várias frentes. Gestão de arenas os colaboradores são próximos. A comunicação também. Tenho uma boa relação com o Bandeira. Pensamos em poder estar juntos em caso de licitação. A participação de cada clube podemos ter ideia quando saírem as regras. Estamos nos preparando para quando sair o edital termos condições. Poderia ser interessante. Há discordâncias também, claro. Cada um puxa para o seu lado. Isso não inviabiliza pensar em projeto de estádio próprio. Só que estádio próprio é para longo prazo. Pouco provável que a gente volte a jogar no Giulite Coutinho no ano que vem”, concluiu.

LEIA MAIS:
CONFIRA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DO FLUMINENSE PARA O JOGO DIANTE DO FLAMENGO
HENRIQUE DOURADO RETORNA AO FLUMINENSE E REVELA COMO PRETENDE SURPREENDER O FLA
FLUMINENSE X BAHIA: VEJA TODAS AS INFORMAÇÕES DE INGRESSOS PARA O JOGO