Futebol

Presidente do Santos explica o que aconteceu no “caso Levir”; entenda

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: (Reprodução/Facebook)

Em entrevista ao programa “Redação SporTV” desta terça-feira (24), o presidente Modesto Roma Júnior esclareceu o que realmente houve nos bastidores do clube naquele dia. Além disso, o mandatário do Peixe afirmou que em momento algum o técnico Levir Culpi perdeu o cargo.

LEIA MAIS:

DEFESA DO SANTOS SUPERA CORINTHIANS E CHEGA A 17 JOGOS SEM SER VAZADA

BRASILEIRÃO: CONFIRA AS CHANCES DE TÍTULO DO SANTOS APÓS A 30ª RODADA

Na última sexta-feira (20) alguns meios de comunicação noticiaram que Levir tinha sido demitido, depois de uma postagem no Facebook do assessor de imprensa do treinador. Contudo, Modesto afirma que foi uma precipitação dos jornalistas querendo achar algum furo. Definindo até mesmo o ocorrido como uma “barrigada” (quando a imprensa noticia algo errado ou falso).

– O que houve foi uma precipitação dos companheiros de imprensa. Não existia nenhuma demissão porque a gente não faz aquela abominável demissão por telefone, demissão por carta, demissão por recadinho, nós conversamos com as pessoas. Alguns jornalistas se precipitaram e deram a notícia que não existia porque acharam que ia acontecer. Alguns produtores e jornalistas me ligaram pessoalmente. Tenho por hábito atender a todos. Do SporTV, a Laura me ligou e falei: “Não tem nada, estou esperando o Levir chegar de viagem para conversar com ele”. As pessoas se precipitaram, soltaram a notícia. Essa pressão que existe nas redações pelo furo, é algo que às vezes provoca essas barrigadas que a gente viu que aconteceram na semana passada – explicou.

Após ouvir a versão do apresentador do programa, André Rizek, o qual disse que o presidente santista tinha optado em manter Levir no cargo, Modesto falou detalhadamente o que de fato houve naquele dia.

– Quase isso. Na realidade, tivemos a reunião e decidimos que eu conversaria com o Levir para esclarecer os fatos, não com a demissão decidida, mas com a preocupação de todos nós que precisávamos reverter o quadro. Existiam histórias de que o Levir teria perdido o vestiário, existiam algumas coisas que precisavam ser esclarecidas. Tivemos a reunião sim, conversamos, mas sem decisão. A decisão de conversarmos, todos nós, com o Levir. As pessoas viram que tivemos uma reunião e concluíram que tínhamos demitido. É conclusão precipitada. Não fizemos as coisas escondidas, fazemos às claras. Decidimos conversar. Fui, conversei com Levir, conversei com Dagoberto Santos (superintendente de futebol), Alexandre Ceolin (coordenador de futebol), Luiz Antônio Capella (gestor), esclarecemos os fatos – disse Modesto ao programa dos canais SporTV.

Apesar de toda confusão, o técnico Levir Culpi decidiu dar folga de dois dias ao elenco, depois da vitória diante do Atlético-GO, por 1 a 0, no último domingo. O Santos volta a campo sábado, no clássico contra o São Paulo, no Pacaembu, pela 31ª rodada do Brasileirão.

Você conhece os melhores sites de apostas do mercado? O OddsShark te indica!