Há 10 anos, São Paulo conquistava o penta do Brasileirão; relembre

Há exatamente dez anos o São Paulo assegurava o título do Brasileirão de 2017. O bicampeonato de fato e o pentacampeonato de direito veio no dia 31 de outubro de 2007, no Morumbi, contra o América-RN. A vitória por 3×0, na trigésima quarta rodada, valeu o penta.

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Rubens Chiri/Perspectiva

A vitória do São Paulo consagrou a equipe de 2007, que tem recordes até hoje não batidos. Junto com o Cruzeiro de 2013, é o único time a vencer o Brasileirão com quatro rodadas de antecedência. Todos os outros campeões na era dos pontos corridos venceram com uma diferença menor até o final do ano.

Grande pilar da equipe, a defesa também tem um número impressionante. Em trinta e oito jogos, foram apenas dezenove gols sofridos – média de 0,5 por cotejo.

O grande ídolo tricolor também bateu um recorde. Rogério Ceni ficou incríveis 988 minutos sem sofrer gols – feito não alcançado na era do Brasileirão dos pontos corridos.

O jogo do título, com 69.874 pessoas (recorde do SPFC no torneio), foi contra o já rebaixado América-RN. Aos 38 minutos, Hernanes abriu o marcador. Na segunda etapa, Miranda (aos 4) e Dagoberto (31 minutos) sacramentaram a festa são-paulina. Foi, também, a primeira vez que o SPFC sagrou-se campeão brasileiro com uma vitória.

Confira abaixo os melhores momentos do jogo que garantiu o pentacampeonato do São Paulo:

Ficha técnica

Data: 31 de outubro de 2007
Estádio: Morumbi
Árbitro: Lourival Dias Lima Filho (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha (BA) e Adson Márcio Lopes Leal (BA)

São Paulo
Rogério Ceni; André Dias, Breno (Danilo Silva) e Miranda; Junior (Souza), Hernanes, Richarlyson e Jorge Wagner; Leandro, Dagoberto e Aloísio (Borges)
Técnico: Muricy Ramalho

América-RN
Sérvulo; Carlos Eduardo, Róbson, Rogélio, Tony e Marquinhos Mossoró; Joellan (Vasconcelos), Leandro Sena (Washington, Léo Papel) e Berg; Geovane e Ney Santos
Técnico: Paulo Moroni

LEIA MAIS
OPINIÃO: KAKÁ SERIA UMA BOA OPÇÃO PARA O SÃO PAULO EM 2018
EM 3 MESES, HERNANES ENGORDA LISTA DE PÉROLAS NO SÃO PAULO; RELEMBRE “PROFECIAS” HILÁRIAS